A saúde dos olhos é algo muito importante e que precisa de um cuidado especial para garantir que tudo esteja como deve ser. Em pessoas que apresentam diabetes esse cuidado deve ser multiplicado, pois os riscos de doenças oculares são maiores.

Muitos pacientes portadores do diabetes chegam ao consultório do Dr. Marcelo Vilar em Curitiba com dúvidas sobre como se prevenir de doenças oculares, pois sabem que estão em um grupo que apresenta maior risco.

A diabetes ocular muitas vezes chama a atenção e gera maior inquietação do público, pela possibilidade de se perder a visão. Por isso, nós da equipe do Dr. Marcelo Vilar, separamos esse conteúdo para te auxiliar no entendimento destes problemas de saúde e quais são as melhores maneiras de prevenir e controlar as doenças oculares causadas pela dificuldade.

O que é a diabete

Esta é a doença caracterizada pela elevação de glicose no sangue. Quando um paciente apresenta um nível de glicose maior do que o considerado normal e esse quadro persiste, é muito provável que ele esteja enfrentando um caso de diabete.

Defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina são algumas das causas da diabete. A insulina é responsável por promover a entrada da glicose nas células para ser aproveitada nas atividades celulares. Quando essa entrada não ocorre, um quadro de diabete é identificado.

Efeitos da diabetes

Além do desequilíbrio de insulina no corpo, o diabetes também pode ser agravado pela falta de cuidado. Neuropatia diabética, doenças macrovasculares e microvasculares são alguns exemplos de complicações que podem existir.

Ataques cardíacos, complicações renais, complicações nos pés e dentárias podem surgir sem o cuidado necessário da doença. Doenças nos olhos também fazem parte destas complicações que podem ser causadas pela diabete, como vamos mostrar adiante.

Doença ocular diabética

Em casos de diabetes, a doença ocular não afeta apenas uma parte dos olhos, mas sim, tem o potencial de afetar diversas partes, como retina, mácula, cristalino e nervo óptico.

Partindo desse ponto, é possível que um paciente diabético que não realiza o cuidado necessário apresente retinopatia diabética, edema macular diabético (EMD), catarata e glaucoma.

Todas as formas de doença ocular diabética têm o potencial de causar graves perdas da visão e cegueira. Por isso, é essencial manter um cuidado regular dos olhos com um oftalmologista especializado como o Dr. Marcelo Vilar.

Retinopatia diabética

O elevado nível de açúcar no sangue de forma crônica costuma causar danos em pequenos vasos sanguíneos na retina, o que leva a retinopatia diabética.

A retina é responsável por detectar a luz e converter isso em sinais enviados através do nervo ótico para o cérebro. Com a retinopatia, os vasos atingidos podem se romper, causando sangramento, o que acaba por causar diminuição ou anulação da visão.

Em fases mais avançadas é possível que os vasos sanguíneos se formem de maneira irregular na superfície da retina, levando a sangramentos, formação de cicatrizes e tração da retina, a retirando da posição correta.

Dentro da retinopatia diabética existem quatro estágios de agravamento, com retinopatia proliferativa leve, retinopatia proliferativa moderada, retinopatia proliferativa grave e retinopatia diabética proliferativa (PDR), todas com diferentes impactos. O grau de retinopatia pode ser identificado pelo Dr. Marcelo Vilar em seu consultório, bem como, dado um tratamento para o caso.

Doenças oculares diabetes | Dr. Marcelo Vilar

Edema Macular Diabético (EMD)

Esta doença é na verdade o acúmulo de líquidos (edema) em uma região da retina chamada de mácula. A mácula é essencial para a visão afiada, ela é usada para ler, reconhecer rostos e dirigir, por exemplo.

O Edema Macular Diabético é a causa mais comum de perda de visão em pessoas que apresentam retinopatia diabética, podendo acontecer em qualquer fase da doença. O EMD é uma complicação da retinopatia diabética, e pode se apresentar meramente como um problema de visão comum, pois causa visões turvas. Por isso a importância de consultar um oftalmologista a qualquer sinal de problema de visão.

Catarata diabética

A catarata é o processo de opacificação da lente dos olhos, e em casos de diabetes os pacientes possuem de 2 a 5 vezes mais propensão de apresentar catarata, e com evolução mais acelerada.

Hoje a catarata é a principal causa de perda de visão em diabéticos no Brasil, mas apesar da grande frequência da catarata em pacientes diabéticos, é possível resolver o problema visual com cirurgia de catarata. No consultório do Dr. Marcelo Vilar, em Curitiba, tratamos casos de catarata diabética, com cirurgias de restauração da visão.

Catarata diabética | Dr. Marcelo Vilar

Glaucoma

O glaucoma é na verdade um conjunto de doenças que danificam o nervo ótico dos olhos – um feixe de fibras neurais que tem a função de ligar o olho ao cérebro. Alguns tipos de glaucoma são associados com a pressão elevada no interior do olho.

Em adultos, o diabetes é capaz de quase duplicar o risco da ocorrência de glaucoma. O uso de corticosteroides nos olhos amplia o risco de que doenças como catarata e glaucoma ocorram nos pacientes.

Tratamentos para diabete ocular

Ainda hoje a melhor maneira de tratar a diabetes ocular é focando na prevenção. Por isso a importância de manter uma rotina frequente de consultas com um oftalmologista especializado para ter sua saúde dos olhos em dia.

Como alguns dos sintomas das doenças oculares causadas pela diabetes se assemelham muito aos problemas refrativos comuns, é necessário ter um olhar atento e especializado às mudanças na normalidade de seus olhos.

Existem diferentes tratamentos para cada tipo de doença ocular diabética. Em casos de retinopatia diabética avançada, que causa pontos flutuantes de hemorragia na visão, existe a necessidade de tratamento imediato com cirurgia a laser ou fotocoagulação para livrar os olhos das manchas presentes.

Em casos de Edema Macular Diabético é possível realizar o tratamento com injeções Anti-VEGF, injetado no gel vítreo para bloquear a proteína que é o fator causador do crescimento endotelial vascular, responsável por estimular os vasos sanguíneos anormais a crescer e vazar fluído.

O melhor tratamento é sempre apontado por um oftalmologista especializado, de acordo com o seu caso, evolução das doenças e histórico médico. Aqui no consultório do Dr. Marcelo Vilar todos os pacientes recebem um atendimento individualizado, levando em consideração todos os fatores do caso de cada paciente, para chegar ao melhor tratamento de acordo com as necessidades.

Agende já sua consulta com o Dr. Marcelo Vilar pelos telefones (41)3310-4225, (41)3310-4202, (41)3310-4277 ou então pelo WhatsApp (41)99616-9915.

É de Curitiba? Nos visite no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199 – 5º Andar, no bairro Batel. Estamos te esperando! 😉