web analytics

Perguntas frequentes

Tire suas dúvidas mais comuns

Quais são as contra indicações para o implante do Anel de Ferrara?

  • Ceratocone avançado com ceratometria maior que 75.0 D.
  • Ceratocone com opacidade corneana severa
  • Hidropsia

O perfil do paciente ideal para implante do anel corneano é:

  • Córnea transparente com pouca ou nenhuma estria ou cicatriz.
  • Intolerância a Lente de Contato ou evolução franca do ceratocone
  • Astigmatismo alto
  • Ceratometria simulada com valores inferiores a 60,00 D (ou 65). Essa medida é dada pelo exame de topografia de córnea
  • Córneas não muito finas
  • Ceratocones descentrados costumam apresentar resultados melhores que os centrais

Tenho que usar óculos depois da cirurgia?

Pode ser necessário o uso de óculos e/ou lentes de contato após o implante de anel de Ferrara.

Tenho catarata no outro olho. Quando posso operá-lo?

Depende. Nunca são operados os dois olhos ao mesmo tempo. Se a visão do outro olho já está prejudicada, a cirurgia pode ser marcada nas semanas seguintes ao primeiro olho, mas se a visão do outro olho ainda é razoável, o paciente pode aguardar até o momento em que ela progredir e prejudicar sua qualidade visual.

Como será minha volta às atividades após a cirurgia?

Progressiva, sem esforço físico intenso, Deve-se evitar piscine ou mar por alguns dias. Coçar e apertar os olhos tambem deve ser evitado por alguns dias.

Quanto tempo leva a Operação da Catarata?

Aproximadamente 7 minutos na maioria dos casos. O Tempo máximo de permanência é de 2-3 horas, desde o internamento , cirurgia e um lanche que é servido após a cirurgia. Antes da alta hospitalar, secretárias especialmente treinadas orientam os pacientes sobre colírios e cuidados empregados no pós-operatório.

Qual o preço do procedimento cirúrgico para ceratocone?

Pessoas de todos os níveis de renda podem fazer a cirurgia. Além do preço menor, atualmente é possível parcelar o pagamento ou pagar com cartão de crédito. Todo o custo da cirurgia pode ser reembolsado por meio de restituição na sua declaração de Imposto de Renda. Além disso, alguns convênios cobrem parcialmente ou mesmo integralmente os custos da cirurgia.

Ceratocone tem cura?

Infelizmente ainda não existe uma cura definitiva para a doença. No entanto, na forma mais branda do ceratocone, óculos ou lentes de contato podem ajudar a corrigir o defeito óptico (miopia e astigmatismo) produzido pelo ceratocone. Com a evolução da doença, se não tratada, pode evoluir para uma córnea mais curva e irregular, havendo a necessidade de procedimentos mais invasivos, como o crosslinking, anel de ferrara e, em alguns casos, mais severos, o transplante de córnea.

Quais as queixas comuns em ceratocone?

O principal sintoma do ceratocone é a visão borrada e distorcida tanto para longe quanto para perto. Alguns podem relatar diplopia (visão dupla) ou poliopia (percepção de várias imagens de um mesmo objeto). Para enxergar melhor de longe, a necessidade de apertar os olhos e halos em torno das luzes, fotofobia (sensibilidade excessiva à luz) fazem parte das queixas dos pacientes com ceratocone.

Quais são as recomendações após a cirurgia refrativa?

  • Respeitar a orientação médica, quanto às atividades permitidas e prazo de liberação.
  • Usar óculos escuros quando o sol estiver forte.
  • Diante de qualquer sintoma estranho, entrar, imediatamente, em contato com o seu médico.
  • Evitar praia , piscina, saunas, práticas esportivas (principalmente coletivas), ambientes poluídos onde há poeira, fuligem, etc., uso de maquiagem e carregar animais domésticos.
  • Ver televisão com o protetor, mas a visão, provavelmente, estará embaçada.
  • Nos primeiros dias após a cirurgia, sua visão será embaçada. Você observará uma melhora gradual no decorrer de alguns dias ou semanas e a visão deverá voltar ao normal, permitindo realizar suas atividades, sem maiores transtornos.
  • Comparecer aos retornos e consultas previamente agendadas, para que o médico possa avaliar a estabilização e a resposta ao tratamento.

A cirurgia refrativa a Laser tem riscos?

A Cirurgia a Laser, quando realizada sob condições ideais, apresenta mínimos riscos de complicações em relação aos benefícios que pode proporcionar. Como em todo procedimento cirúrgico, os riscos existem. A complicação mais frequente que pode ocorrer é haver resíduo do grau tratado, ou seja, a hiper ou a hipo correção. Na maioria das vezes é possível o retratamento dos pequenos graus residuais após alguns meses, caso seja necessário. Enfim, a maioria das complicações que ocorrem podem ser tratadas e resolvidas, não interferindo na visão.

O que é normal sentir após a Cirurgia Refrativa a Laser?

Um pequeno desconforto ou sensação de olho seco pode ocorrer, e é facilmente aliviada com uso de colírios. Quase todos os pacientes têm fotofobia (sensibilidade à luz) somente no dia da cirurgia. As luzes à noite podem apresentar um brilho exacerbado (ofuscamento) durante alguns dias ou, eventualmente, algumas semanas. É raro que estes sintomas persistam por mais de alguns meses, ou seja, na grande maioria dos pacientes, estes sintomas aparecem no dia da cirurgia e depois desaparecem progressivamente.

O que acontece na córnea após o crosslinking?

A técnica consiste em instilar colírios de um agente fotossensível, a riboflavina na córnea, durante alguns minutos. Passado esse período, aplica-se raios ultravioletas com uma energia moldada, para promover o fortalecimento das fibras de colágeno na córnea.

Quais exames são necessários para o diagnóstico do ceratocone e indicação do crosslinking?

Na consulta oftalmológica com observações sobre as características clínicas a respeito das alterações provocadas pelo ceratocone nos olhos, impressões avaliadas, como cicatrizes devem ser descartadas para o procedimento. Após avaliação clínica, exames complementares da córnea, como a topografia, paquimetria ou exames mais sofisticados como a tomografia de córnea.

Quando fazer o crosslinking?

A indicação de realizar o crosslinking é quando se evidencia um aumento da curvatura corneana e de maneira progressiva durante os atendimentos seriados no consultório e comprovados por exames especiais.

Confirmadas estas etapas, o crosslinking irá atuar estabilizando o colágeno da córnea.

Quais são as formas de se controlar o glaucoma?

Existem diversos métodos clínicos e cirúrgicos para o tratamento do glaucoma. De modo geral, o objetivo deles é ajudar no controle da pressão intraocular, seja pela diminuição da produção do humor aquoso (líquido responsável por nutrir e regular a pressão do olho), ou por algum método que facilite a sua drenagem.

A primeira escolha, na grande maioria dos casos, iniciamos com colírios hipotensores. Caso os colírios não tenham êxito, procedimentos invasivos sejam necessários.

A seguir, conheça as principais cirurgias de glaucoma:

  • Trabeculectomia: essa é a cirurgia mais comum do glaucoma. Realiza uma drenagem no olho para que o humor aquoso escoe adequadamente.
  • Trabeculoplastia seletiva: método menos invasivo e, geralmente, mais rápido, que utiliza um laser para potencializar a drenagem do humor aquoso e para diminuir a pressão intraocular.
  • Implante de tubo de drenagem: um minúsculo tubo é implantado dentro do olho para servir de escoamento do humor aquoso.
  • Cirurgias Minimamente Invasivas de Glaucoma (MIGS): técnicas mais recentes, que estimulam o canal a drenar mais o líquido aquoso, por meio de um dispositivo colocado no olho. Podem ser associadas à cirurgia de catarata.

É possível prevenir o glaucoma?

Não há como prevenir o glaucoma, porém pode-se evitar a perda da visão com diagnóstico precoce e tratamento adequado. Rotinas oftalmológicas no consultório é a melhor forma de evitar que o glaucoma não seja diagnosticado. Um exame completo inclui a medição da pressão intraocular e avaliação tanto do ângulo do olho (sistema de drenagem do olho) quanto do nervo óptico.

Crianças podem ter glaucoma?

Existe sim a possibilidade de crianças nascer ou adquirir o glaucoma. Conhecida como glaucoma congênito ou glaucoma infantil ou de desenvolvimento. Ambos são raros e podem aparecer após o nascimento ou até mesmo intraútero. As manifestações clínicas surgem, geralmente, no decorrer do primeiro ano de vida e se caracterizam pelo globo ocular aumentado, alterações na transparência da córnea, que fica branco-azulada, lacrimejamento e fotofobia. Por isso, se torna necessário um olhar atento dos pais e do pediatra a saúde ocular das crianças. Na maternidade, o exame de fundoscopia é realizado já nas primeiras 24h, onde já se pesquisa o nervo óptico e características morfológicas do olho.

Não gosto de óculos e tampouco das lentes de contato. Existe tratamento cirúrgico para corrigir a presbiopia?

Por mais comum que seja, não dá para negar que a condição interfere na qualidade de vida.  Especialmente para pessoas que trabalham longas jornadas no computador, tablet ou celular, tornando essa carga de trabalho difícil e irritativa, o que leva a diminuicao no desempenho profissional.

Existem diferentes formas de corrigir a presbiopia. Inicialmente, temos que realizar exames especiais para avaliar a saúde e condições dos olhos, segundo fator importante se trata da idade. Pacientes presbitas jovens (45-55 anos ) que apresentam ametropias (hipermetropia, astigmatismo ou miopia) e  presbiopia . Realizamos procedimento com Excimer Laser, esse procedimento emprega o laser na superfície da córnea, corrigindo a dificuldade para enxergar de longe (se existir) e ajustar o foco da visão para perto. Quando o paciente tem maior idade, mais de 60 anos, damos preferência por procedimento cirúrgico com implante de lentes intra-oculares multifocais. Tais lentes irão corrigir a dificuldade para enxergar de longe (quando presente) e corrigir também perto.

Qual o tipo de lentes corretivas que se usa para corrigir a dificuldade imposta pela presbiopia?

Usamos normalmente lentes com poder de convergir a imagem, (lentes convergentes), fazendo com que a imagem fique focada sobre a retina. A correção da presbiopia deverá ser efetuada com um tipo de lente convergente. Essas lentes podem estar associadas com graus de miopia, astigmatismo, além da hipermetropia.

Como é possível corrigir a presbiopia?

Para corrigir a presbiopia, inicialmente pode ser me forma não invasiva, ou seja, clinicamente ou cirurgicamente.

  • Uso de lentes de contato;
  • Uso de óculos de grau (monofocal, corrige somente a presbiopia, melhorando a visão para perto); multifocal (corrige a visão para longe, quando o paciente apresenta miopia, hipermetropia e astigmatismo associados) e para melhorar a visão para perto;
  • Cirurgia refrativa;
  • Cirurgia facorefrativa.

É normal usar óculos de grau para corrigir a hipermetropia ou a presbiopia. Na verdade, é o tratamento mais indicado pelos oftalmologistas.

No caso da hipermetropia, as lentes dos óculos para o tratamento devem ser as monofocais ou visão simples.

Qual a taxa de recidiva do pterígio?

Os doentes precisam de ser cuidadosamente seguidos durante um ano. Cerca de 90% das recidivas ocorrem durante os primeiros 12 meses após a cirurgia.

Pterígio pode voltar após cirurgia?

Os pterígios podem recidivar após a excisão cirúrgica. A dissecção da esclera nua seguida de um auto enxerto conjuntival reduz a taxa de recorrência. A aplicação intraoperatória de um antimetabolito (5-fluorouracil ou mitomicina-C) também reduz a recorrência.

Qual o custo da cirurgia de pterígio?

O preço da cirurgia de pterígio pode variar de acordo com a técnica, o material utilizado e a cobertura do procedimento pelo plano de saúde. Após uma consulta meticulosa o oftalmologista poderá definir o plano cirúrgico e valor da cirurgia.

A retinopatia diabética pode ser prevenida?

É menos provável que você desenvolva retinopatia ou, se tiver retinopatia leve (de fundo), é menos provável que avance para uma retinopatia mais grave, se:

  • Seu nível de açúcar no sangue (glicose) está bem controlado. O tratamento para controlar a glicemia é discutido em outros folhetos sobre diabetes. Resumidamente, envolve uma dieta saudável, perdendo peso se você tiver excesso de peso, exercício regular e medicação, se necessário.
  • Sua pressão arterial e níveis de colesterol estão bem controlados.

Alguns estudos também sugerem que o tabagismo pode piorar a retinopatia. Portanto, também é aconselhável parar de fumar se fumar.

Quem desenvolve a retinopatia diabética?

  • Duração da diabetes: Quanto mais tempo você teve diabetes, maior seu risco de desenvolver retinopatia. É incomum se você teve diabetes por menos de cinco anos. No entanto, cerca de 9 em 10 pessoas que tiveram diabetes por mais de 30 anos podem ser afetadas.
  • Controle de açúcar no sangue pobre (glicose) . Estudos têm demonstrado que as pessoas com controle insuficiente de diabetes são mais propensas a desenvolver todas as complicações, incluindo a retinopatia. No entanto, um grande estudo mostrou que mesmo uma proporção de pessoas que têm níveis de glicose muito bem controlados ainda desenvolvem retinopatia diabética no futuro.
  • Pressão arterial elevada (hipertensão) . Se a sua pressão arterial não estiver bem controlada, isso aumentará o risco de desenvolver retinopatia.
  • Doença renal (nefropatia) . Ter uma doença renal como resultado de sua diabetes está associada à piora da retinopatia.
  • Gravidez. Estar grávida pode fazer a retinopatia piorar, especialmente se a sua glicose no sangue estiver mal controlada.
  • Outros fatores de risco incluem tabagismo, obesidade e níveis elevados de colesterol.

Quais são os sintomas que a retinopatia diabética causa?

A maioria das pessoas com retinopatia diabética não tem nenhum sintoma ou perda visual devido à sua retinopatia. No entanto, sem tratamento, a retinopatia diabética pode gradualmente piorar e levar a perda visual ou mesmo perda total de visão (comprometimento severo da visão). A retinopatia diabética é a causa mais comum de comprometimento severo da visão em pessoas em idade de trabalhar no Reino Unido.

Os sintomas iniciais que podem ocorrer incluem visão turva, ver flutuadores e flashes, ou mesmo ter uma perda súbita de visão.

Existe algum controle sobre a qualidade das córneas doadas?

Sim. Existe um controle rigoroso da qualidade das córneas doadas para transplante, a fim de evitar a transmissão de doenças infecciosas e para assegurar a boa qualidade do tecido doado. Este controle é feito pelos hospitais captadores e transplantadores das córneas, através de seus bancos de córneas, seguindo recomendações internacionais e em concordância com as normas do Sistema Nacional de Transplantes.

Quem pode ser um doador de córnea?

Qualquer pessoa pode se oferecer para doar suas córneas. Mesmo assim, os familiares do doador sempre são consultados e precisam autorizar a doação. Por este motivo, caso você deseje doar suas córneas, comunique isto sua família para que saibam de sua vontade.

O que são os sinais de advertência de rejeição e quais os tratamentos?

Vermelhidão, sensibilidade à luz, diminuição da visão ou dor. Estes devem ser informados imediatamente. Quando descoberta cedo, a rejeição pode ser revertida em 90% das vezes, pelo uso intensivo de corticóide tópico e outros medicamentos. É fundamental que seja comunicado imediatamente, qualquer sinal ou sintoma acima, pois a sobrevivência do enxerto depende da descoberta e tratamento precoce dos episódios de rejeição.

Marque sua consulta com o
Dr. Marcelo Vilar

Tem dúvidas ou quer uma segunda opinião?
Cadastre-se e ligamos para você.



Depoimentos

  • Vera Maria Porto

    Agradeço a Deus e ao Dr. Marcelo Vilar todos os dias. Gratidão! Não enxergava direito desde os dois ou três anos de idade. Passados quase 40 anos Deus colocou Dr. Marcelo Vilar no meu caminho. Sai da cirurgia enxergando absolutamente tudo. Uma sensação indescritível. Deus o abençoes e toda família linda.

  • Davi Souza

    Extremamente solícito e tem prazer em deixar bem detalhado todos os porquês por trás das tomadas de decisão. Apresenta as opções e detalha bem os prós e contras.

  • Jaqueline Sampaio

    Médico empático e assertivo, grande especialista na sua área, consegue compartilhar seus conhecimentos com desenvoltura e simpatia. Faço acompanhamento com ele desde que me mudei para Curitiba há 12 anos e tenho plena confiança em seu profissionalismo.

  • Tatiane Malaguti

    Recomendo excelente profissional, atencioso, fiz minha cirurgia para correção e miopia a 6 anos e tenho acompanhamento contínuo

  • Marcelo Fuga Fialho

    Excelente profissional, competência técnica unida a empatia e atenção. Recomendo! Equipe de atendimento, também merece destaque, gentileza e comprometimento.

  • Kelly Regina

    Recebi indicação do Dr Marcelo, de duas amigas que operaram com ele e hoje estão livres dos óculos, realizei a cirurgia a 5 meses e estou super feliz com o resultados e o atendimento.
    Medico muito atencioso, me deixou super calma, pois tinha bastante medo, me passou toda confiança e segurança com sua experiência e atenção, tanto no pré operatório quanto no pós. Só tenho a agradecer por toda dedicação e carinho.

  • Jucelia

    O Dr Marcelo supriu todas as minhas expectativas, fui desenganada achando que não teria solução para enxergar melhor e ele me diagnosticou com muita paciência e tirou todas as minhas duvidas. Hoje enxergo 100% graças a esse excelente profissional.

  • Flávia

    Minha mãe estava com catarata, quase perdendo a visão até que recebemos a indicação para o Dr Marcelo e ela realizou a cirurgia que tanto sonhava. Excelente profissional, pontual, competente, tira todas as dúvidas e super atencioso para com a minha mãe, com certeza o melhor!! Obrigada Dr, hoje minha mãe está livre dos óculos e pode enxergar com qualidade!

  • Janaína Lima

    A 5 anos descobri q tenho Ceratocone, passei por vários médicos que nunca me disseram sobre a cirurgia de implante de Anel de Ferrara. Estava crente que não voltaria a ter uma boa visão. Foi quando recebi indicação do Dr. Marcelo, realizei a cirurgia de Anel com ele há 1 ano e tive mais da metade da minha qualidade visual recuperada. Só tenho a agradecer. Cirurgia sem dor, durou 20 minutos e sai sem tampão ,vendo embaçado mais muito bem. Em 2 dias já estava na minha rotina diária. Muito feliz com o resultado e o carinho prestado por esse médico e toda sua equipe.

Fale com o Dr. Marcelo

Comece uma conversa

Clique para começar uma conversa no WhatsApp

A nossa equipe responde rapidamente de segunda a sexta-feira, das 8h as 19h.