24/07/2018
Medicina
Dr. Marcelo Vilar

Calázio, Hordéolo ou Terçol

Terçol é uma inflamação das glândulas que produzem uma secreção gordurosa e que existem na pálpebra perto das raízes dos cílios. Cientificamente o terçol é chamado de hordéolo. Quando essa inflamação é mais profunda vira um calázio, que é maior e menos doloroso e que, ao contrário do hordéolo, muitas vezes precisa de tratamento cirúrgico.

Em termos mais científicos, o hordéolo afeta as glândulas de Zeiss e Mol enquanto o calázio atinge as glândulas de Meibomius.

Os hordéolos não causam problemas de visão e são menos dolorosos,  já os calázios, quando  aumentados de tamanho podem afetar a visão e causam muito incomodo, dor e vermelhidão no local. Com algumas medidas eles somem em menos de 1 semana, mas as vezes podem precisar de cirurgia.

>> Veja Também Blefarite – Sintomas, Causas e Tratamento 

 

Calázio, Hordéolo ou Terçol – Causas:

Ocorre porque as glândulas estão produzindo erradamente sua secreção gordurosa ou porque uma bactéria (geralmente um estafilococos) infectou essas glândulas. Muitas vezes ocorrem as duas coisas juntas.

Pode ser decorrente de blefarite que é uma inflamação da pálpebra com acúmulo de secreção gordurosa nos cílios, parecendo uma caspa.

Adolescentes estão mais sujeitos a ter hordéolos e calázios devido a variação hormonal que influencia na produção de gordura. É o mesmo processo que faz com que os adolescentes tenham mais espinhas (acnes).

 

Calázio, Hordéolo ou Terçol – Sintomas

Os sintomas são: Inchaço das pálpebras, uma pequena elevação no local (“caroço”), coceira, vermelhidão, dor ao mexer na pálpebra ou ao piscar, sensibilidade a luz e pouca secreção.

 

Pode transmitir?

Ao contrário do que a maioria das pessoas acredita,  não é contagioso. Não há necessidade da pessoa ficar em casa ou evitar contato com outras pessoas.

 

Tratamento do Hordéolo e do Calázio

O tratamento é simples e consiste em:

– Higiene palpebral: Lavar bem o olho afetado, não deixando acumular secreção.

– Calor local: Com uma gaze ou um chumaço de algodão aplicar calor local (morno e não quente) sobre a lesão por 10 a 15 minutos, de 3 a 4 vezes ao dia.

– Muitas vezes isso é suficiente para que a lesão desapareça em 1 semana.

– Às vezes é necessário usar colírios ou pomadas oculares que contenham antibióticos e antiinflamatórios mas isso só deve ser usado seguindo recomendação médica.

– Quando a pessoa também apresenta blefarite, precisa fazer o tratamento específico para a blefarite pois pode aumentar a chance de ter outros hordéolos.

– Algumas pessoas, espcialmente idosos e adolescentes podem apresentar hordéolos ou calázios de repetição. Quando isso ocorre é preciso usar antibiótico por via oral (comprimidos) por um tempo prolongado.

 

Calázio, Hordéolo ou Terçol – Cirurgia

– Quando a lesão fica crônica e não resolve com o tratamento clinico é preciso fazer uma drenagem cirúrgica. É uma cirurgia rápida e simples, feita com anestesia local.

– O pós-operatório é bem tranqüilo e em poucos dias nem dá para perceber mais nenhuma alteração.

 

Mitos populares:

– Muitas pessoas recomendam esquentar aliança e aplicar no local. Como explicado acima, o calor local é a base para o tratamento. Mas usar aliança pode queimar a pele e o uso de compressas mornas fazem um efeito melhor.

– TERÇOL NÃO É CONTAGIOSO. Não precisa faltar a escola ou ao trabalho.

Marque sua consulta com o
Dr. Marcelo Vilar

Tem dúvidas ou quer uma segunda opinião?
Cadastre-se e ligamos para você.



Depoimentos

  • Davi Souza

    Extremamente solícito e tem prazer em deixar bem detalhado todos os porquês por trás das tomadas de decisão. Apresenta as opções e detalha bem os prós e contras.

  • Jaqueline Sampaio

    Médico empático e assertivo, grande especialista na sua área, consegue compartilhar seus conhecimentos com desenvoltura e simpatia. Faço acompanhamento com ele desde que me mudei para Curitiba há 12 anos e tenho plena confiança em seu profissionalismo.

  • Tatiane Malaguti

    Recomendo excelente profissional, atencioso, fiz minha cirurgia para correção e miopia a 6 anos e tenho acompanhamento contínuo

  • Marcelo Fuga Fialho

    Excelente profissional, competência técnica unida a empatia e atenção. Recomendo! Equipe de atendimento, também merece destaque, gentileza e comprometimento.

  • Kelly Regina

    Recebi indicação do Dr Marcelo, de duas amigas que operaram com ele e hoje estão livres dos óculos, realizei a cirurgia a 5 meses e estou super feliz com o resultados e o atendimento.
    Medico muito atencioso, me deixou super calma, pois tinha bastante medo, me passou toda confiança e segurança com sua experiência e atenção, tanto no pré operatório quanto no pós. Só tenho a agradecer por toda dedicação e carinho.

  • Jucelia

    O Dr Marcelo supriu todas as minhas expectativas, fui desenganada achando que não teria solução para enxergar melhor e ele me diagnosticou com muita paciência e tirou todas as minhas duvidas. Hoje enxergo 100% graças a esse excelente profissional.

  • Flávia

    Minha mãe estava com catarata, quase perdendo a visão até que recebemos a indicação para o Dr Marcelo e ela realizou a cirurgia que tanto sonhava. Excelente profissional, pontual, competente, tira todas as dúvidas e super atencioso para com a minha mãe, com certeza o melhor!! Obrigada Dr, hoje minha mãe está livre dos óculos e pode enxergar com qualidade!

  • Janaína Lima

    A 5 anos descobri q tenho Ceratocone, passei por vários médicos que nunca me disseram sobre a cirurgia de implante de Anel de Ferrara. Estava crente que não voltaria a ter uma boa visão. Foi quando recebi indicação do Dr. Marcelo, realizei a cirurgia de Anel com ele há 1 ano e tive mais da metade da minha qualidade visual recuperada. Só tenho a agradecer. Cirurgia sem dor, durou 20 minutos e sai sem tampão ,vendo embaçado mais muito bem. Em 2 dias já estava na minha rotina diária. Muito feliz com o resultado e o carinho prestado por esse médico e toda sua equipe.

Fale com o Dr. Marcelo

Comece uma conversa

Clique para começar uma conversa no WhatsApp

A nossa equipe responde rapidamente de segunda a sexta-feira, das 8h as 19h.