Tudo que você precisa saber sobre as cirurgias a laser

Tudo que você precisa saber sobre as cirurgias a laser

Existe uma máxima no consultório do Dr. Marcelo Vilar que é sempre dita aos pacientes e representa uma grande verdade nos dias de hoje: “óculos hoje em dia, só usa quem quer”. A medicina avançou e a área oftalmológica seguiu os mesmos passos. Hoje, existem soluções para a grande maioria dos problemas de saúde ocular, onde procedimentos completos acontecem para que os pacientes possam viver o melhor da vida sem óculos ou lentes de contato. Um grande exemplo está nas cirurgias a laser, que representam o que existe de mais eficiente e com muita segurança.

O Dr. Marcelo Vilar é um especialista em cirurgias a laser e, para tanto, recebe pacientes em seu consultório com diversas dúvidas e receios em relação a essa solução. Seja a preparação, o funcionamento durante o procedimento, ou os cuidados posteriores, não importa: as pessoas possuem muitas dúvidas e, em muitos casos, não conseguem esclarecer todas elas. Foi então que a equipe do Dr. Marcelo Vilar decidiu escrever esse artigo com tudo o que você precisa saber sobre as cirurgias a laser e não tinha para quem perguntar. Leia a seguir e tire algumas dúvidas:

Cirurgias refrativas: solução eficaz do laser aos problemas mais comuns aos olhos.

Quem convive com os problemas de refração sabe o quanto é complicado ter que estar sempre com óculos de grau ou lentes de contato. As soluções oftalmológicas a esses casos se apresentam através da cirurgia a laser, onde a miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia são corrigidas com segurança, cuidado e facilidade. Todos esses erros refracionais fazem com que esse problema desvie o ponto de foco, proporcionando dificuldades em enxergar com clareza. As cirurgias refrativas organizam o nosso olhar, fazem com que a incidência volte à retina, como é na visão normal.

A cirurgia a laser representa inovação e um procedimento mais seguro e com mais cuidado com paciente. Além disso, são muito eficazes em solucionar problemas refrativos através do laser, com muito mais precisão e menos agressão aos olhos. O Dr. Marcelo Vilar é especialista nessa área e ganha renome com tantas cirurgias realizadas com sucesso.

O procedimento das cirurgias a laser: como funciona e as principais características.

Um dos principais pontos da cirurgia a laser é a tecnologia existente nos aparelhos de Excimer Laser. Afinal, este tipo de cirurgias trata e remodela a córnea, corrigindo o grau do paciente. Para os problemas refrativos, existem dois tipos de procedimentos: o LASIK e o PRK. No primeiro caso, é criada uma espécie de retalho especial para a córnea, sendo essa levantada para que o laser seja aplicado. Já no PRK, o laser é aplicado diretamente sobre a córnea, após a remoção da camada mais superficial, conhecida como epitélio.

Vale ressaltar que tanto o LASIK quanto o PRK são muito eficientes, mas precisam ser avaliadas no consultório do Dr. Marcelo Vilar. O especialista irá analisar o caso do paciente, seu histórico de saúde e analisar os exames realizados antes do procedimento. Um estudo detalhado da córnea, onde a curvatura e a espessura devem ser analisadas deverá ser realizado. Afinal, a sua saúde merece ricos cuidados.

As cirurgias a laser refrativas são extremamente seguras e eficazes. Um dos principais problemas dos pacientes é quanto a dor. E a boa notícia é que o procedimento é indolor e conta com a aplicação de gotas de colírio anestésico. O que os pacientes podem sentir é uma leve sensação de areia nos olhos, que gera pouco incômodo. Ou seja, as cirurgias a laser são muito eficazes para os problemas refrativos e uma solução completa e interessante do Dr. Marcelo Vilar ao seu caso de miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia.

O pós-operatório das cirurgias a laser: cuidados e resultados.

O medo de grande parte dos pacientes está no pós-operatório: se irá gerar dor, incômodo e se logo vão conseguir enxergar. A boa notícia é que os avanços das cirurgias a laser também oferecem grande comodidade no pós-cirúrgico.

A reabilitação visual é surpreendente, pois é bastante rápida. Em alguns dias após o procedimento, o paciente já consegue voltar às atividades normais de sua rotina. Mas claro, sempre seguindo as orientações do oftalmologista. Essas orientações são extremamente valiosas e são fundamentais na sua recuperação.

Já os resultados mais definidos da cirurgia a laser acontecem duas ou três semanas após a realização, sendo que muitas pessoas já conseguem enxergar com clareza logo após o procedimento.

Acima de tudo, é sempre interessante ressaltar que o que irá de fato trazer mais comodidade para a saúde de seus olhos é a visita periódica ao oftalmologista. Mantendo a rotina médica em dia, é possível ter maior clareza das possibilidades de solução para o seu caso.

Outro ponto positivo de se contar com a experiência de especialistas como o Dr. Marcelo Vilar, é o esclarecimento de todas as dúvidas. Assim o paciente fica mais seguro e confiante ao se submeter à cirurgia a laser. A cirurgia refrativa a laser é um tipo de inovação que o Dr. Marcelo Vilar oferece e obtém excelentes resultados, proporcionando uma nova vida aos pacientes com o bem-estar da saúde ocular.

Convive com os problemas de refração e gostaria de ser livre deles? Fale com o Dr. Marcelo Vilar e agende uma consulta com um especialista completo em cirurgias refrativas a laser. Agende sua conversa, exame ou cirurgia nos seguintes contatos: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, bairro Batel.

Transplante de córnea é seguro?

Transplante de córnea é seguro?

Um tipo de solução assertiva, em um procedimento cirúrgico completo e que ajuda muitos pacientes a regularizarem a saúde dos olhos. O transplante de córnea é realizado no Brasil há mais de 80 anos e com grandes avanços nessa área. Porém, muitos pacientes ainda não se sentem seguros quanto ao procedimento ou até mesmo o pós-operatório. Esse artigo tem o objetivo de dar mais segurança aos pacientes que necessitam da cirurgia.

Afinal, se o transplante de córnea pode ser a solução para o seu caso, você merece passar pelo procedimento com calma e tranquilidade. Leia o texto a seguir e tire suas principais dúvidas sobre o assunto.

Transplante de córnea: o que é e para quem serve?

Importante esclarecer o que é a córnea e o seu papel para os nossos olhos. A córnea é a membrana transparente que cobre os olhos. Diversas doenças podem atingi-la e podem torná-la opaca, impedindo que a luz dos objetos chegue à retina. É nesse momento que o transplante de córnea se torna solução e alternativa. A membrana pode ser restaurada e a transparência retorna aos olhos. Mas isso só pode acontecer em casos onde não há lesão das demais estruturas oculares.

O transplante de córnea é um procedimento inovador e interessante. Existem alguns casos extremos, de sérias doenças oculares que precisam se submeter rapidamente ao transplante de córnea. Tipos como a descompensação da córnea, aliada à formação de microbolhas, conhecida no meio médico como ceratopatia bolhosa, é um grande exemplo que exige o transplante. Além dele, também há os pacientes com ceratocone em estágios extremos e muito avançados. Nesses casos, o anel intra-estromal não oferecerá o resultado necessário, sendo preciso partir para o transplante de córnea.

Afinal, o transplante de córnea é seguro para o paciente?

Com tantos anos de realização e excelentes avanços no meio oftalmológico, o transplante de córnea evoluiu com o tempo. Ganhou grandes mudanças, novidades e ainda mais conforto e tranquilidade aos pacientes. Não muitos anos atrás, esse tipo de cirurgia acontecia com urgência. Afinal a córnea chegava inteira ao centro de transplante e o cirurgião precisava preparar a membrana para a utilização. E tudo com agilidade, pois a córnea tinha uma sobrevida curta: de 12 a 24 horas entre o óbito do doador e o transplante no paciente necessitado. Já na década de 80, a conservação se tornou mais assertiva e segura.

A partir desse momento, as cirurgias poderiam acontecer com um período maior entre doador e paciente. Até vários dias após o óbito. Junto disso, o laser também adentrou aos consultórios e salas cirúrgicas: passou a ser possível trabalhar melhor a córnea doada e obter resultados mais satisfatórios e com risco muito menor.

Os anos se passaram e cada vez mais pacientes encontraram a solução às suas doenças oculares através do transplante de córnea. A restauração da transparência acontece com segurança e cuidado considerando o problema de visão e também bem-estar do paciente. Ou seja, o transplante de córnea é uma solução que pode ser acatada com tranquilidade por todos que necessitam dela.

Preparação e realização do transplante de córnea: especialidade do Dr. Marcelo Vilar.

Com a cirurgia já agendada no consultório, a córnea doada deve passar por um processo completo de preparação antes da realização do transplante. O cirurgião trabalha com a córnea até que se encontre o formato perfeito para a recuperação visual do paciente. Ela é preparada no banco de olhos, em assepsia cirúrgica, examinada com microscopia: ferramenta importante na moldagem e corte a laser. Todo o processo anterior ao transplante de córnea acontece em duplicada, com duas possibilidades de membrana, para que a cirurgia não tenha inseguranças para o paciente e nem precise ser cancelada ou transferida.

Cada vez mais frequente é o uso do laser nos procedimentos anteriores de preparação ou de realização efetiva do transplante de córnea. Com essa grande possibilidade em mãos, o Dr. Marcelo Vilar já foi responsável por muitos casos de sucesso em cirurgias desse tipo, onde pacientes conseguiram encontrar a solução para a sua doença ocular através do transplante de córnea. Com os avanços tecnológicos e as possibilidades oferecidas em infraestrutura pelo Hospital de Olhos do Paraná, o método utilizado pelo Dr. Marcelo Vilar é o Laser Femtosecond, muito eficaz para o transplante de córnea.

Com duração mais rápida, utilizando menos pontos e com maior aderência e menor trauma entre as córneas doada e receptora, esse tipo de procedimento pode ser a solução ao seu caso. Você não precisa conviver para sempre com o seu problema de visão. Conheça o Dr. Marcelo Vilar, consulte e saiba quais as especificidades do seu quadro e as possíveis soluções.

Conheça todos os detalhes do transplante de córnea, tire suas dúvidas e realize esse procedimento com tranquilidade e facilidade. Fale com o Dr. Marcelo Vilar e agende uma consulta com um especialista em cirurgias oculares.

Agende sua conversa, exame ou cirurgia nos seguintes contatos: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, no bairro Batel.

Existe forma de prevenir a conjuntivite?

Existe forma de prevenir a conjuntivite?

Sentir incômodo com a luz, secreção nos olhos, coceira e sensação de areia são sintomas que podem parecer conhecidos para quem já desenvolveu uma conjuntivite. Mas, a boa notícia é que existem formas de prevenir a conjuntivite, com cuidados bastante simples que evitam que essa inflamação aconteça. Afinal, cuidar da saúde e do seu corpo também é tomar uma série de medidas de prevenção. Neste artigo, a equipe do Dr. Marcelo Vilar selecionou explicações interessantes e formas especiais para prevenir a conjuntivite. Leia a seguir e saiba mais.

O que é a conjuntivite e quais são os tipos que podem se manifestar.

A conjuntivite, em definição médica, é uma inflamação da membrana transparente e fina que reveste a parte branca dos olhos, a esclera, e o interior das pálpebras, a conjuntiva. Quando esta última sofre interferência, todos os vasos sanguíneos se dilatam e o olho adquire a coloração avermelhada e aparência característica. As conjuntivites acabam se tornando frequentes, pois são contraídas por meio de contato com objetos ou pessoas que estão contaminadas com vírus e bactérias. Ou seja, esse tipo de inflamação é muito contagiosa.

O que poucas pessoas sabem é que existem tipos diferentes de conjuntivites. Sendo a infecciosa (viral e bacteriana) e a alérgica as mais comuns, seguidas das tóxicas ou químicas e gonocócica. Leia a seguir um pouco mais sobre cada uma:

Conjuntivite viral: É o tipo mais comum de inflamação. É caracterizada pelos olhos vermelhos, inchaço nas pálpebras e a perda da nitidez na visão. Tem duração de cerca de sete dias e pode atingir um olho ou os dois.

Conjuntivite bacteriana: Menos comum que a viral, acontece quando surgem secreções oculares de cor esverdeada ou amarelada e intensa vermelhidão no olho. Tem duração de cerca de três semanas e, via de regra, não apresenta modificações na visão.

Conjuntivite alérgica: Acontece quando a conjuntiva inflama na presença de poeira, poluentes e pólen. Pacientes que utilizam lentes de contato e que não realizam a higienização correta são os que mais sofrem com esse tipo. Tem duração de mais de duas semanas e não é transmissível.

Conjuntivite tóxica ou gonocócica: Tipos menos incidentes, mas que também exigem cuidados especiais. A primeira acontece quando em contato com agentes como fumaça, sabão e outros. E a segunda é uma infecção sexualmente transmissível consequente à gonorreia.

Formas de prevenir a conjuntivite: uma lista de cuidados especiais.

A conjuntivite é uma inflamação muito comum, bastante contagiosa e que pode acontecer em qualquer momento do ano, dependendo do tipo. Porém, podemos tomar certos cuidados especiais, formas de prevenir a conjuntivite. São detalhes simples e que podem ser cruciais para que você não contraia esse problema. A equipe do Dr. Marcelo Vilar selecionou dicas muito especiais para que você comece hoje mesmo a se atentar para evitar contrair a conjuntivite:

  • Nunca compartilhe as suas toalhas de banho. Elas são extremamente pessoais e também podem ser agentes de transmissão de vírus e bactérias desnecessárias.
  • Assim como as toalhas, maquiagens não podem ser compartilhadas. Evite também usar de outras pessoas.
  • Mantenha sempre que possível as roupas de cama limpas. Além de manter a higiene do seu quarto, você também evita que agentes como ácaros e fungos possam desencadear infecções desnecessárias. Ah, isso também serve para as suas roupas pessoais.
  • Está com conjuntivite? Evite distribuir beijos, abraços e apertos de mão enquanto estiver com esse quadro clínico. E também cuide para não colocar as mãos nos olhos e busque sempre lavar bem as mãos de tempos em tempos.

Listamos exemplos simples de atitudes corriqueiras e que podem evitar que a conjuntivite se manifeste em seus olhos ou que você se torne um agente de transmissão. Afinal, a saúde é um dos nossos maiores bens e que para ser preservada é necessário tomar alguns cuidados e prevenções.

Além da prevenção: visite seu médico oftalmologista com frequência e também em incidência da conjuntivite.

Sempre deixamos claro em todos os nossos canais de comunicação a importância de agendar visitas regulares ao oftalmologista. Quem conhece o Dr. Marcelo Vilar sabe o quanto ter um cuidado especial com os olhos é essencial para que a saúde e seu bem-estar estejam sempre em dia. Com conhecimento técnico, o Dr. Marcelo Vilar é um grande aliado para evitar a conjuntivite em pacientes de qualquer idade ao colocar em prática essas formas de prevenção.

Mesmo assim, quando os olhos passam a tomar a coloração avermelhada característica da conjuntivite, é muito importante que os pacientes logo busquem o consultório do Dr. Marcelo Vilar. É necessário investigar o que está acontecendo, ficar atento a saúde dos olhos. Afinal, a conjuntivite também pode ser um sinal claro de outros problemas mais sérios, como uveíte, esclerite ou outras doenças oculares complexas. Por essas e outras é necessário analisar exatamente o que acontece com o paciente, identificar a causa do olho mais avermelhado para que se chegue ao diagnóstico mais correto para cada caso.

Você ainda está com alguma dúvida sobre a inflamação, deseja entender mais sobre os métodos de prevenção da conjuntivite ou busca um diagnóstico para o seu caso? Fale com o Dr. Marcelo Vilar e agende uma consulta com um especialista.

Para fazer o agendamento de conversa, exame ou cirurgia ligue para: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada na Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, no Batel. A sua saúde dos olhos agradece!

Presbiopia: um problema da terceira idade

Presbiopia: um problema da terceira idade

Com os passar dos anos, nosso corpo começa a mostrar sinais de cansaço e sente o peso da idade. Muitos são os órgãos passam por isso. Um grande fica nos olhos, onde a visão começa a deteriorar mais rapidamente. O que se via bem de perto, não se vê mais. O que se via bem de longe, é mais complicado de distinguir. Um dos tipos de perda de visão mais comuns está na Presbiopia. Essa exige maior atenção, cuidado e acompanhamento médico de qualidade para que se consiga driblar os efeitos da sua incidência. Afinal, a saúde dos olhos é importante para pessoas de diferentes idades e ainda mais para pessoas que passam pela terceira idade.

A Presbiopia é algo que precisa ser entendida e diagnosticada rapidamente. Para você entender alguns detalhes importantes sobre ela, selecionamos alguns tópicos interessantes sobre a Presbiopia. Assim, você já consegue consultar com o Dr. Marcelo Vilar com algum conhecimento introdutório, podendo já entender exatamente o seu caso de Presbiopia. Leia a seguir e saiba mais:

Causas, sintomas e tratamentos: conheça detalhes sobre a Presbiopia.

Em definição geral e clássica, a Presbiopia é o resultado de uma vista cansada. Ela acontece, via de regra, em pessoas a partir dos 40 anos. Sob a visão oftalmológica, ocorre uma ineficiência do sistema de acomodação da visão para perto, levada pela perda da elasticidade do cristalino, a lente natural do olho. Detalhe interessante fica por conta dos óculos: quem nunca precisou usar durante a vida, vai passar a utilizar para a leitura. E quem já utilizava passará a usar os multifocais.

Por mais que seja algo incômodo e complicado de lidar em um primeiro momento, a Presbiopia é um processo normal aos olhos com o passar dos anos e avanço da idade. A boa notícia é que isso pode ser corrigido com óculos, lentes de contato e até mesmo cirurgias.

Como tratar a Presbiopia? Saiba mais sobre as opções de correção.

A dúvida que acomete a todos os pacientes é como cuidar e tratar a Presbiopia nos primeiros sinais de incidência. Para essa pergunta, existem algumas respostas possíveis. E são elas:

  • Uso de óculos para perto ou multifocais, que corrigem a visão para perto e para longe.
  • Uso de lentes de contato multifocais ou monofocais, com monovisão.
  • Implante de lentes intraoculares multifocais (para pacientes que já apresentaram catarata), corrigindo ambos os olhos.
  • Correção da visão por laser, com monovisão.

Os principais tipos de cirurgias para correção da Presbiopia: entenda mais sobre cada um.

A Presbiopia é um problema de visão que também pode ser corrigido através de procedimentos cirúrgicos. Para isso, existem dois tipos principais: a monovisão e o implante de lentes intraoculares multifocais.

A monovisão é uma técnica utilizada pelos oftalmologistas que estuda e identifica qual dos olhos funciona melhor para longe e para perto, para melhorar a Presbiopia. O que se desempenha melhor para longe é chamado de dominante e este ficará localizado para longe, restando ao outro focar para perto. Com isso, o cérebro do paciente fará a melhor escolha para os olhos enxergarem o que se encontra a frente.

Já a cirurgia com lente intra-ocular multifocal é uma segunda alternativa para tratar a Presbiopia. Quando o oftalmologista identificar que o cristalino está comprometido, será necessário fazer a substituição por uma lente intra-ocular multifocal. Importante salientar que pacientes que também apresentam miopia, hipermetropia e/ou astigmatismo e utilizam óculos para corrigir esses problemas podem encontrar solução definitiva nessa cirurgia, pois ela também irá corrigir esses defeitos refrativos. Outro detalhe são os óculos, que serão desnecessários após o procedimento e a eficiência do resultado cirúrgico. Ou seja, a cirurgia com lente intra-ocular multifocal é uma solução completa e interessante aos pacientes que também sofrem com a Presbiopia.

A Presbiopia é assunto sério e precisa ser entendida como tal pelos pacientes. Por isso, temos nossos canais direcionados a informar sobre esse tipo de problema de grande ocorrência. Caso você esteja passando pelo período de maior incidência da Presbiopia e já sentindo os primeiros sinais, não perca tempo: consulte logo com um especialista. O Dr. Marcelo Vilar é um oftalmologista qualificado na Presbiopia e com grande referência na cidade de Curitiba e no Estado do Paraná. Certamente, ele pode sugerir a melhor solução para o seu caso em específico, para garantir ainda mais qualidade para a sua vida.

Você ainda pode saber mais sobre a Presbiopia e os possíveis tratamentos a esse caso falando diretamente com o Dr. Marcelo Vilar. Agende uma consulta com um especialista completo na saúde da sua visão. Fale com a equipe do Dr. através dos seguintes contatos: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, bairro Batel.