A catarata é um problema de visão onde há a opacificação do cristalino, tornando a visão borrada e/ou amarelada com o passar do tempo. O tipo mais comum de catarata, é a catarata senil e ocorre normalmente acima dos 45 anos, progredindo de acordo com a idade.

Este processo onde o cristalino se torna cada vez mais opaco é natural do envelhecimento humano, e não é nenhuma doença que precise de grandes preocupações. Porém, quando a catarata surge nos pacientes, a maioria deles se pergunta qual será o momento correto para fazer um procedimento cirúrgico.

É importante frisar que a cirurgia de catarata é a única cura para a doença. E o período ideal para realizar esse procedimento dependerá de um conjunto de fatores que precisam ser analisados tanto pelo paciente quando pelo especialista em catarata que estará atendendo o caso.

Nós, da equipe do Dr. Marcelo Vilar separamos algumas dicas que podem te ajudar a entender qual é o melhor momento para que você faça sua cirurgia de catarata. Confira!

#1 – Progressão da doença

Não é porquê você descobriu um caso de catarata que precisa operar imediatamente. Esta doença não apresenta gravidade a ponto de ter que realizar uma cirurgia de emergência. Por isso, caso você apresente catarata, o primeiro passo é entender em que fase de progressão ela está e o quanto realmente se apresenta como uma dificuldade para você.

Quando fazer a cirurgia de catarata? - Imagem 1 | Marcelo Vilar

#2 – Fale com o seu médico

Nossa dica para todo e qualquer problema de saúde, inclusive para problemas de dificuldades visuais, é que se procure um médico especialista.

No caso da catarata, é necessário buscar um médico oftalmologista capacitado para te atender e cuidar da sua saúde ocular. Em Curitiba, o Dr. Marcelo Vilar faz diversos tipos de atendimento, e inclusive, é especialista em catarata.

Ter o aval de um profissional da área, que entende da saúde de seus olhos é essencial. Ele poderá, melhor do que ninguém, auxiliar no seu processo de escolha do momento correto para realizar a cirurgia de catarata.

#3 – Como te afeta

Em muitos casos, os pacientes apresentam catarata e o seu quadro ainda não o incomoda e nem causa grande dificuldade visual. Em outros, pode ser que o mínimo de opacificação do cristalino já seja o suficiente para apresentar um grande incômodo visual.

É importante que neste ponto você faça essa autocrítica, considere sua qualidade de vida com a catarata, e pense se esse é o melhor momento para realizar o procedimento, ou se gostaria de esperar um pouco mais para aí sim tomar sua decisão.

Antigamente era necessário aguardar que a catarata “amadurecesse”, hoje, isso não é mais necessário. Ficando sob decisão do paciente em conjunto com o especialista em catarata para que seja decidido o momento correto e que melhor se adapta ao paciente para realizar o procedimento cirúrgico da retirada da catarata.

Quando fazer a cirurgia de catarata? - Imagem 2 | Marcelo Vilar

#4 – Organize seu tempo

Apesar da catarata ter maior incidência em um público mais velho, é possível que pessoas de 45 anos já apresentem a doença.

Caso sua rotina seja atribulada, é importante considerar o tempo que você terá para a recuperação. A cirurgia de catarata exige técnica e cuidados, porém, não é um procedimento demorado, mas são necessárias algumas ações de precaução no pós-operatório.

Evitar coçar os olhos, ficar sem fazer exercícios físicos por alguns dias, cuidados com a posição para dormir, uso de determinados colírios e evitar piscina ou mar durante um tempo.

Por isso, analise se este é o momento ideal para realizar a sua cirurgia de catarata.

Após considerar todas essas dicas ficará mais fácil entender se este é o momento ou não de realizar a sua cirurgia de catarata. Cuide da saúde dos seus olhos, agende sua consulta com o Dr. Marcelo Vilar, especialista em catarata em Curitiba. Fale conosco pelo WhatsApp (41)99616-9915 😉