Quando o assunto são as lentes bifocais e lentes multifocais muitas pessoas têm dúvidas sobre como cada uma funciona e se elas realmente podem ser boas opções para sanar o problema de visão.
O questionamento sobre as possibilidades para resolver os erros refrativos é comum, e é natural que se levante diversas opções para encontrar a solução com maior eficiência. Aqui no consultório do Dr. Marcelo Vilar, muitos pacientes chegam com o questionamento de qual seria o melhor tratamento para seu caso.
Para auxiliar nesse processo de consideração entre lentes bifocais, lentes multifocais e cirurgia refrativa, a equipe do Dr. Marcelo Vilar desenvolveu este material. Aqui você vai encontrar informações sobre cada um dos tratamentos citados e como cada um pode solucionar seu problema de presbiopia. Confira!

A presbiopia

Também conhecida como vista cansada, a presbiopia geralmente ocorre pelo avanço da idade, em pessoas acima de 40 anos. É possível também que o problema ocorra devido ao uso não saudável de computadores e celulares.
A presbiopia é um erro refracional que acontece pela perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos. A doença combina a dificuldade de enxergar de perto e de longe, podendo ser tratada com o uso de lentes que tenham campo de visão para os dois problemas ou então com a cirurgia refrativa.

As lentes bifocais

As lentes bifocais possuem apenas dois pontos focais, para longe e para perto, geralmente apresentando uma clara divisória de transição do grau. Normalmente pessoas que optam por este tipo de lente acabam tendo de movimentar bastante ou o objeto que está tentando focar a visão ou então inclinando a cabeça para ajustar os olhos ao campo correto.
Apesar de ser o tratamento com menor custo entre eles, muitas pessoas reclamam sobre o período de adaptação de óculos que possuem lentes bifocais, o que se dá devido à divisão mais seca que este tipo de lente possui.

Lentes multifocais

Diferentemente das lentes bifocais, como o próprio nome diz, as lentes multifocais possuem mais focos. Neste tipo de lente a transição dos graus para perto e para longe é feita de maneira gradual, possuindo um campo de visão para perto, um intermediário e um para longe.
Estas lentes utilizam uma tecnologia mais avançada, e é possível maior personalização de acordo com cada caso. As diferenças fazem com que os pacientes se adaptem melhor do que no caso de lentes bifocais, porém o preço das lentes multifocais é mais elevado.

Cirurgia refrativa para presbiopia

Casos de presbiopia, assim como os de miopia, hipermetropia e astigmatismo podem ser tratados com a cirurgia refrativa. Apesar do que muitos pensam, a cirurgia refrativa não é demorada e nem dolorida, inclusive é um facilitador para que os pacientes não dependam dos óculos pelo resto da vida.
Na cirurgia refrativa, o paciente em conjunto com o oftalmologista pode optar por corrigir a visão para longe, sendo necessário apenas óculos de leitura para perto, ou então a correção para uma visão satisfatória tanto para perto como para longe.
O procedimento necessita de exames pré-operatórios, e pode ser realizado pelo Dr. Marcelo Vilar com duas técnicas de alta tecnologia: o LASIK e o PRK. Com muita experiência na área, e superespecialista em cirurgia refrativa, Dr. Marcelo Vilar é uma ótima opção para realizar cirurgias refrativas.

Custo benefício de cada tratamento

Quando se trata do custo de cada tratamento, muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual opção será a mais benéfica para sua saúde ocular e também qual se encaixa melhor em seu orçamento.
Como dissemos acima, as lentes bifocais são as que apresentam menor preço. E em geral, o custo unitário das lentes é menor do que da cirurgia refrativa. Porém, é preciso analisar mais do que apenas o custo, é preciso entender os benefícios.
Para as lentes bifocais e multifocais, o avanço da presbiopia significa uma troca constante do grau, o que acaba gerando um custo elevado, e claro, sem solucionar o real problema: o erro refrativo. Já a cirurgia refrativa é diferente, ela oferece uma solução duradoura do problema.
A adaptação a cada tratamento também é variada. Apresentando maior dificuldade nos casos das lentes bifocais, uma adversidade média com as lentes multifocais e uma adaptação mais tranquila com a cirurgia refrativa. O período pós-operatório causa apenas um pequeno incômodo nos olhos, e é necessário ficar sem atividades físicas durante 2 ou 3 dias, porém, atividades normais do dia a dia, como assistir televisão, usar computador e outros, podem ser retomadas imediatamente.

Você possui mais dúvidas sobre lentes bifocais, multifocais ou cirurgia refrativa? Mande suas perguntas pelas redes sociais! Agende já sua consulta com o Dr. Marcelo Vilar e cuide da saúde de seus olhos. Ligue para os telefones (41)3310-4225, (41)3310-4202, (41)3310-4277 ou agende pelo WhatsApp (41)99616-9915.

É de Curitiba? Nos visite da Rua Coronel Dulcídio, 199 – 5º Andar, Batel.