Quando surge uma coceira leve nos olhos, ou um deles fica mais avermelhado ou então uma sensação de cansaço na área, muitas pessoas logo se lembram de recorrer à alternativa mais simples e rápida: algumas gotas de colírio. Mesmo sendo uma solução oftalmológica muito utilizada para problemas diversos, precisamos nos precaver e cuidar para que esse uso em demasiado não prejudique a nossa visão. Esse artigo tem o objetivo de esclarecer um grande dilema: os colírios são inimigos ou aliados na saúde oftalmológica?

Para que você saiba mais sobre os colírios, a equipe do Dr. Marcelo Vilar criou esse material com detalhes sobre essa solução oftalmológica, vantagens, benefícios, riscos e ainda a importância de se ter um médico oftalmologista de referência para a saúde dos seus olhos.

Colírios: o que são e as suas principais características aos olhos.

Como definição básica, os colírios são um medicamento de uso tópico. Ou seja, é para ser aplicado nos olhos e pálpebras. Os componentes que fazem o colírio eficaz são basicamente água associado a outros componentes especiais e responsáveis pela solução oftalmológica. Cloridato de nafazolina e sulfato de zinco heptahidratado são grandes exemplos. São importantes para umedecer o globo ocular, além também da dilatação da pupila para exames e revisões médicas.

Os tipos principais de colírios são definidos conforme as necessidades dos pacientes, doenças e irritações apresentadas. Sem esquecer que é papel do médico definir o colírio ideal para o seu caso. Como definição, podemos entender como funcionam os principais tipos de colírios:

  • Colírio lubrificante: Funciona para os casos de olho seco, ardor, irritação por substâncias diversas, calor, ar condicionado, vento, computador e até mesmo cosméticos. Podem ser adquiridos em farmácias sem a prescrição médica.
  • Colírio antibiótico: É associado a anti-inflamatórios que ajudam a reduzir a inflamação e desconforto causado pela infecção. É muito utilizado em casos de conjuntivite bacteriana, precisando de indicação médica para a compra em farmácias.
  • Colírio anti-inflamatório: É indicado pelos médicos em casos específicos, como recuperação de cirurgias aos olhos, tratamentos de doenças ou inflamações na córnea.
  • Colírio antialérgico: Alivia os principais sintomas da conjuntivite alérgica com grande eficácia e solução.
  • Colírio anestésico: Atua no alívio da dor e sensibilidade ocular, facilitando a atuação dos médicos em cirurgias oftalmológicas necessárias.

Uso de colírios: eles inimigos ou aliados dos pacientes que necessitam utilizar?

Como existem diversos tipos de colírios e para grande parte dos sintomas sentidos pelos pacientes, eles também podem oferecer certos riscos. Quando utilizados diversas vezes ao dia, por exemplo. Dependendo da composição do produto, o uso descontrolado ou sem grande supervisão médica pode ser prejudicial à saúde dos olhos e com grandes efeitos colaterais.

Tipos de colírios como os lubrificantes não apresentam qualquer risco à saúde, mesmo que utilizados mais de uma vez ao dia. Podem ser aplicados com frequência e sem causar qualquer mal ao paciente. Porém existem alguns tipos de medicamentos que levam corticóide. Em caso de uso demasiado, podem causar cataratas e glaucomas. Assim como aqueles que são aplicados em olhos avermelhados, que os pacientes podem se viciar. O que poucas pessoas sabem é que o efeito do colírio pode diminuir com o uso frequente, o que faz com que os pacientes apliquem mais vezes ao dia, como uma dependência.

Afinal, os colírios são inimigos ou aliados dos pacientes que necessitam utilizar esse medicamento? Assim como qualquer medicamento, esse tipo com utilização tópica precisa ser prescrito por um médico com conhecimento na especialidade. Além disso, o próprio paciente precisa seguir as regras ditas e ainda tomar todo o cuidado possível para não fazer aplicações desnecessárias e que ainda possam desencadear efeitos colaterais.

Especialista na área, o Dr. Marcelo Vilar pode se ajudar a fazer o melhor uso do colírio.

Está com irritação recorrente nos olhos? Coceiras, inflamações ou reações alérgicas? Passa muito tempo no computador e o olho está seco? Todas essas situações, mesmo que simples, precisam passar pelo diagnóstico de um médico especialista. Aqui em Curitiba e no próprio Estado do Paraná, o Dr. Marcelo Vilar é referência em oftalmologia e pode te ajudar a fazer o melhor uso do colírio para seu caso.

Sempre é indicado conversar com um especialista antes de fazer qualquer compra ou busca em farmácias. Afinal, você precisa cuidar da integridade da sua visão e não necessita conviver com efeitos negativos do uso de medicamentos de forma incorreta. Os colírios podem ser grandes aliados para que você trate e cuide do seu problema com cuidado e acompanhamento médico especial.

Gostaria de saber mais sobre a utilização dos colírios e como eles podem ser eficazes ao seu caso de saúde dos olhos? Fale com o Dr. Marcelo Vilar e agende uma consulta com um especialista capacitado nesse tipo de medicamento. Agende sua conversa, exame ou cirurgia nos seguintes contatos: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, bairro Batel.