Erros de Refração:

Miopia:

A miopia é um erro refrativo que ocorre quando o olho é mais longo do que o normal, o que faz com que os raios de luz sejam focados antes da retina. Para uma pessoa míope, objetos próximos são nítidos, mas objetos distantes – como o quadro negro de uma sala de aula, um sinal de trânsito, ficam embaçados e difíceis de distinguir. 

Isto se deve geralmente a um maior comprimento do globo ocular. Porém, pode estar relacionado também a uma maior curvatura da córnea ou do cristalino, ou pode ser simplesmente uma combinação desses fatores.

Hipermetropia:

Hipermetropia é um distúrbio visual onde a imagem se forma após a retina. Isto se deve geralmente a um menor comprimento do globo ocular. Porém, pode estar relacionado também a uma córnea ou cristalino mais planos, ou pode ser simplesmente uma combinação dos fatores citados.  

O hipermétrope geralmente tem visão ruim para perto, podendo ser ruim para longe também se o grau for elevado.

Dificuldade para enxergar principalmente de PERTO e em graus maiores, tambem para longe.  A hipermetropia é o contrário da miopia, ou seja, a imagem dos objetos é focada atrás da retina. Na hipermetropia o olho se apresenta muito curto ou  com uma córnea muito plana.

Astigmatismo:

Dificuldade para enxergar de LONGE  e de PERTO, conforme se associe à miopia ou à hipermetropia. O astigmatismo é uma deformidade na curvatura da córnea, proporcionando que o foco de uma imagem se forme em várias posições  diferentes na retina.

O astigmatismo distorce e torna nublada a visão a qualquer distância. Grande número de casos de astigmatismo são congênitos (se nasce com ele) e permanecem sem se modificar durante a vida. Astigmatismos pequenos são comuns e podem aparecer em qualquer período da vida, não sendo necessário usar óculos ou lentes de contato, a menos que tragam sintomas.

Existem  óculos, lentes de contato  e cirurgia a laser que melhoram a visão da pessoa com astigmatismo.

Presbiopia:

A vista cansada ou presbiopia é a perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos. A vista cansada acontece normalmente a partir dos 40 anos, porque com o passar do tempo, o cristalino (a lente interna do olho) perde a flexibilidade necessária para o ajuste do foco. Desta maneira, pessoas que nunca usaram óculos passam a necessitá-los para leitura e pessoas que já os utilizavam, muitas vezes, necessitam de óculos multifocais. As únicas pessoas que não precisam de óculos de leitura após os 45 anos são os míopes, poís estes tem o foco da visão naturalmente para perto.

Tratamentos:

LASIK:

O LASIK é a técnica mais utilizada no mundo para correção de graus a laser, tanto para miopia, quanto hipermetropia, astigmatismo, e alguns casos de presbiopia.  É confeccionado uma finíssima “película”na córnea (flap),  com um laser de FEMTOsegundo. O corte tem, aproximadamante, 110 micra de espessura e é  extremamente preciso. Após o corte, o flap é levantado  por uma delicada espátula para aplicação do laser  na camada mais interna e assim corrigirá o grau do paciente.  Após a aplicação do laser, o flap é novamente colocado no seu lugar de origem.

Com essa técnica , haverá uma menor superfície a cicatrizar, menor desconforto no pós-operatório e a recuperação visual  muito rápida.

PRK:

Nesta técnica, o cirurgião programa o Laser para  ESCULPIR  as camadas superficiais de tecido corneano. Com a mudança da curvatura da córnea, os problemas refrativos  são reduzidos. O PRK proporciona altíssimo nível de segurança, especialmente em paciente com córneas mais finas ou leves alterações em sua curvatura (distorções de curvatura).

Nas primeiras semanas após a cirurgia,  a visão fica relativamente embaçada por um período que varia de 6 a 15 dias sendo comum certo desconforto ocular, até que o epitélio cicatrize na área tratada. Nesta técnica usamos Lente de Contato terapêutica por 5-6 dias.

Lentes Fácicas:

As lentes fácicas de Artisan ou Artiflex são implantadas nos olhos, fixadas na íris (cor dos olhos), com objetivo de corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo quando a cirurgia refrativa a laser não pode ser realizada. Isso geralmente ocorre em graus mais altos e córneas mais finas. Essas lentes possibilitam correção de aproximadamente  até 20 graus de miopia, até 10 graus de hipermetropia e até 7 graus de astigmatismo.

A técnologia que seus olhos merecem!

Descrição do Contoura-Vision | Topography-guided LASIK:

Contoura® Vision é um tratamento LASIK guiado por topografia que é a mais recente tecnologia de cirurgia ocular LASIK aprovada pela FDA disponível nos EUA.

Esta nova tecnologia tem capacidades únicas que proporcionam aos cirurgiões um maior grau de personalização. A tecnologia Contour® Vision, com topografia guiada por LASIK, fornece aos cirurgiões informações muito mais detalhadas sobre a estrutura da córnea do que as gerações anteriores de procedimentos LASIK. Os dados fornecidos pelo topógrafo medem as características únicas dos olhos de cada pessoa que não podem ser medidos com a tecnologia tradicional. Esses dados fornecem um perfil individual para cada olho que os cirurgiões podem usar para realizar procedimentos personalizados de cirurgia ocular a laser.

O LASIK com topografia guiada também mostrou melhorar a visão igual ou melhor do que óculos ou lentes de contato para a maioria dos pacientes.

Quem se beneficia com a cirurgia personalizada?

Durante os exames pré-operatórios, o médico oftalmologista fará uma análise criteriosa da sua condição. Antes que o procedimento seja agendado, é preciso avaliar uma série de fatores que definirão se a cirurgia refrativa personalizada é indicada para o seu caso. Para a realização do procedimento a laser, serão observados:

  1. O grau do erro refrativo e se ele é considerado estável;
  2. A espessura da córnea;
  3. Análise da curvatura corneana;
  4. Presença ou não de distorções na córnea.

Cirurgia Personalizada X Cirurgia a Laser Convencional

A cirurgia a laser personalizada é o resultado de anos de pesquisas e desenvolvimentos tecnológicos realizados com base na cirurgia a laser convencional. Ela é feita por meio da aplicação do laser na superfície da córnea, esculpindo-a de de maneira personalizada, única.

Não existem dois olhos iguais, nem na mesma pessoa. Assim, enquanto a cirurgia convencional aplica as mesmas técnicas em ambos os olhos, a cirurgia personalizada acontece de forma diferente nos dois olhos de um mesmo paciente, de acordo com as particularidades de cada olho. Ou seja, o avanço da tecnologia permitiu que as pequenas aberrações na formação dos olhos, inerentes a todos os serem humanos, fossem consideradas e corrigidas durante as cirurgias a laser. São portanto procedimentos que podem ser utilizados para corrigir, além do grau, outras pequenas irregularidades dos olhos que interferem na nitidez da visão.

Refrativa