Cirurgia refrativa a laser em Curitiba

Nossos olhos representam 75% do sentido humano, então em momentos onde a nossa acuidade visual não está nas condições ideais, é importante entender como é possível manter a saúde dos olhos.

Em casos onde o paciente apresenta erros refrativos como Miopia, Astigmatismo, Hipermetropia ou Presbiopia e não quer mais depender dos óculos, é possível realizar a cirurgia refrativa a laser com um profissional especializado como o Dr. Marcelo Vilar que atua em Curitiba, no Hospital de Olhos do Paraná.

Clique aqui e faça um TESTE VIRTUAL PARA saber se você está apto para a CIRURGIA A LASER

A cirurgia refrativa é o nome dado às cirurgias para corrigir erros refrativos que se apresentam quando ocorrem desvios no trajeto dos raios luminosos no interior do olho, causando miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia que você poderá entender melhor a seguir:

O que é a miopia?

A miopia é um erro refrativo que ocorre quando o olho é mais longo do que o normal, o que faz com que os raios de luz sejam focados antes da retina. Para uma pessoa míope, objetos próximos são nítidos, mas objetos distantes ficam embaçados e difíceis de distinguir – como o quadro negro de uma sala de aula ou um sinal de trânsito.

Isto se deve geralmente a um maior comprimento do globo ocular. Porém, pode estar relacionado também a uma maior curvatura da córnea ou do cristalino, ou pode ser simplesmente uma combinação desses fatores.

O que é hipermetropia?

Hipermetropia é um distúrbio visual onde a imagem se forma após a retina. Isto se deve geralmente a um menor comprimento do globo ocular. Porém, pode estar relacionado também a uma córnea ou cristalino mais planos, ou pode ser simplesmente uma combinação dos fatores citados.

O hipermétrope geralmente tem visão ruim para perto, podendo ser ruim para longe também se o grau for elevado.

A hipermetropia é o contrário da miopia, ou seja, a imagem dos objetos é focada atrás da retina. Na hipermetropia o olho se apresenta muito curto ou com uma córnea muito plana.

O que é astigmatismo?

Dificuldade para enxergar de LONGE e de PERTO, conforme se associe à miopia ou à hipermetropia. O astigmatismo é uma deformidade na curvatura da córnea, proporcionando que o foco de uma imagem se forme em várias posições diferentes na retina.

O astigmatismo distorce e torna nublada a visão a qualquer distância. Grande número de casos de astigmatismo são congênitos (se nasce com ele) e permanecem sem se modificar durante a vida. Astigmatismos pequenos são comuns e podem aparecer em qualquer período da vida, não sendo necessário usar óculos ou lentes de contato, a menos que tragam sintomas.

Existem óculos, lentes de contato e cirurgia a laser que melhoram a visão da pessoa com astigmatismo.

O que é presbiopia?

A vista cansada ou presbiopia é a perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos. A vista cansada acontece normalmente a partir dos 40 anos, porque com o passar do tempo, o cristalino (a lente interna do olho) perde a flexibilidade necessária para o ajuste do foco. Desta maneira, pessoas que nunca usaram óculos passam a necessitá-los para leitura e pessoas que já os utilizavam, muitas vezes, necessitam de óculos multifocais. As únicas pessoas que não precisam de óculos de leitura após os 45 anos são os míopes, pois estes têm o foco da visão naturalmente para perto.

Como funciona a cirurgia refrativa pelo Dr. Marcelo Vilar

Cirurgia refrativa: técnicas utilizadas

A cirurgia refrativa pode ser realizada utilizando diferentes técnicas afim de solucionar os erros refrativos de cada paciente. No consultório do Dr. Marcelo Vilar, em Curitiba, é realizado uma série de exames para tomar a decisão de qual é a técnica ideal de cirurgia refrativa para cada caso.

PRK

Abreviação de Photorefractive Keratectomy, que é o mesmo que Ceratectomia-Fotorefrativa. Nesta técnica, o cirurgião programa o Laser para esculpir as camadas superficiais de tecido corneano.

Com a mudança da curvatura da córnea, os problemas refrativos são reduzidos. O PRK para cirurgia refrativa proporciona altíssimo nível de segurança, especialmente em paciente com córneas mais finas ou leves alterações em sua curvatura.

Nas primeiras semanas após a cirurgia refrativa a visão fica relativamente embaçada por um período que varia de 6 a 15 dias sendo comum certo desconforto ocular, até que o epitélio cicatrize na área tratada. Nesta técnica usamos Lente de Contato terapêutica por 5-6 dias.

LASIK

Abreviação do inglês de Laser in-Situ Keratomileusis. O Laser é aplicado nas camadas intermediárias da córnea, sendo a camada superficial preservada na forma de uma lentícula (FLAP) que será recolocada imediatamente após a aplicação do laser. Em geral, não há necessidade do uso de lente de contato terapêutica.

Como a cirurgia é realizada nas camadas internas da córnea , há uma menor cicatrização e inflamação, com isso, um menor desconforto pós-operatório e recuperação visual mais rápida (24 horas). O tempo de aplicação do laser é de 10-20 segundos por olho, corrigindo até 10 graus de miopia, até 6 graus de hipermetropia e até 7 graus de astigmatismo. O paciente vai para casa imediatamente após o procedimento, usando apenas óculos escuros ou protetores de plástico transparente.

A confecção do flap pode ser realizado de 2 maneiras: uma com um aparelho chamado MICROCERÁTOMO, que utiliza uma lâmina afiadíssima que delamina a córnea . Outra forma de se realizar o flap é através do laser de FEMTOSECOND, com o Laser é possível fazer um flap personalizado em sua espessura e diâmetro, com grande precisão e segurança, assim proporcionando maior reprodutibilidade  nos resultados.

Lentes Fácicas

As lentes fácicas de Artisan ou Artiflex são implantadas nos olhos, fixadas na íris (cor dos olhos), com objetivo de corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo quando a cirurgia refrativa a laser não pode ser realizada. Isso geralmente ocorre em graus mais altos e córneas mais finas. Essas lentes possibilitam correção de aproximadamente até 20 graus de miopia, até 10 graus de hipermetropia e até 7 graus de astigmatismo.

Você também pode gostar de:
Perguntas sobre Cirurgia Refrativa em Curitiba
Cirurgias refrativas: como funcionam?

Cirurgia Refrativa personalizada

Atualmente, o excimer laser a ser aplicado para a cirurgia de correção de grau, deixou de ser convencional, ou seja, com aplicação igual para todos os casos, e tornou-se personalizado devido à tecnologia de frentes de onda.
Frentes de onda ou “Wavefront” é a denominação do exame que detecta imperfeições do sistema óptico como um todo, fazendo com que haja uma compensação na córnea através da aplicação do laser de forma personalizada. Estas imperfeições interferem na qualidade da visão, e são conhecidas como aberrações que vão desde baixa ordem (miopia, astigmatismo e hipermetropia) até alta ordem (outras 20 imperfeições).

Em geral, a aplicação do laser de modo convencional corrige as aberrações de baixa ordem, porém, não melhora as de alta ordem, podendo até piorá-las, o que não acontece com a cirurgia refrativa personalizada.

A tecnologia de Wavefront consegue identificar as aberrações presentes nos olhos para que elas sejam corrigidas tanto com a técnica PRK como a LASIK.

Quem se beneficia com a cirurgia personalizada?

Durante os exames pré-operatórios com o Dr. Marcelo Vilar, em Curitiba, o médico oftalmologista fará uma análise criteriosa da sua condição. Antes que o procedimento seja agendado, é preciso avaliar uma série de fatores que definirão se a cirurgia refrativa personalizada é indicada para o seu caso. Para a realização do procedimento a laser, serão observados:

  • 1. O grau do erro refrativo e se ele é considerado estável;
  • 2. A espessura da córnea;
  • 3. Análise da curvatura corneana;
  • 4. Presença ou não de distorções na córnea.

Refrativa