Sua visão está apresentando alguns problemas durante o dia? Acontecem borrões, distorções para longe ou perto e você precisa apertar os olhos para enxergar algo que precisa? Com tais características, pode ser que você sofra de uma doença chamada de ceratocone.

Esse é um tipo de doença diferenciada e que poucos conhecem. Porém, é mais comum do que se imagina. Quando surgirem os primeiros sintomas, é bastante indicado procurar um oftalmologista especializado e capacitado para se ter um diagnóstico preciso e assertivo. Selecionamos informações valiosas a seguir para que você entenda um pouco mais sobre o ceratocone.

O que é o ceratocone?

O ceratocone é uma doença que em 90% dos casos acomete os dois olhos, com seu avanço ocorrendo com o tempo. Apesar de na maioria dos casos ser bilateral, é possível que um olho seja mais afetado do que o outro, variando na velocidade de progressão. A doença consiste em uma enfermidade não inflamatória que geralmente aparece na adolescência ou em jovens adultos, progredindo até 35 ou 40 anos de idade. O ceratocone afeta a estrutura da córnea – camada fina e transparente que recobre a frente do globo ocular – onde ela é modificada, alterando a curvatura corneana, o que acaba por comprometer a visão.

Com a alteração do formato, a córnea sofre com uma redução progressiva na espessura de sua parte central, que é empurrada para fora, resultando em uma saliência que se assemelha a um cone. A modificação de formato faz com que a projeção de imagens nítidas na retina seja dificultada, promovendo um desenvolvimento de problemas de visão tanto para perto quanto para longe.

Causas do ceratocone

Este é um ponto muito debatido e pesquisado na oftalmologia. Ainda não existem causas totalmente determinadas. Apesar de não existir comprovações acerca das causas, o fator genético continua como um dos mais influentes entre os pacientes. O hábito de coçar os olhos demasiadamente colabora para a evolução da doença e modificação do formato da córnea. Por isto, é sempre aconselhável que se evite esfregar os olhos com força ou muitas vezes, optando por limpá-los com um soro que seja destinado a este objetivo.

Quais são os sintomas do ceratocone?

O principal sintoma apresentado pelos pacientes é a visão borrada e distorcida, tanto para longe quanto para perto. A mudança de grau dos óculos em curto período de tempo é outro grande indício. Alguns casos podem apresentar diplopia ou poliopia, sendo o primeiro uma visão dupla dos objetos, paisagens ou pessoas e o segundo em uma percepção de várias imagens de um mesmo objeto. A necessidade de apertar os olhos para melhorar a visão também pode ser considerada um alerta para a presença de ceratocone. Halos em torno das luzes e fotofobia, que é a sensibilidade excessiva à luz, também fazem parte das queixas apresentadas pelos pacientes.

Como é possível notar, alguns dos sintomas do ceratocone podem ser facilmente confundidos com casos de miopia, hipermetropia ou casos de presbiopia, a visão cansada. Por isto, é sempre indicado procurar um oftalmologista de sua confiança para realizar exames pertinentes para a investigação do seu caso em particular.

Como funciona o diagnóstico do ceratocone?

Ao levar em conta o levantamento da história clínica do paciente, caso haja a suspeita da ocorrência do ceratocone, normalmente são realizados exames de topografia e tomografia corneana para avaliar o caso. Estes exames são úteis para confirmar o diagnóstico, analisar a situação da progressão da doença e o grau de comprometimento da área afetada pelo ceratocone. Assim, será possível definir se o caso é leve, moderado ou avançado. Isso tudo faz com que para um oftalmologista especialista como o Dr. Marcelo Vilar, a escolha do tratamento adequado para o portador da doença seja mais fácil.

Tratamentos indicados para Ceratocone

Todos os tratamentos da doença visam um objetivo: promover uma boa visão ao paciente para garantir seu conforto e saúde ocular. As alternativas consideradas no tratamento do ceratocone sempre são avaliadas com o uso de óculos e lentes de contato. Caso o paciente não sinta o problema resolvido por esses meios, será prescrita a necessidade de cirurgia em um primeiro momento e o transplante de córnea como última alternativa. Estas opções são sempre avaliadas conforme o andamento do tratamento do paciente e acompanhamento médico oftalmologista especializado.

Tratamentos cirúrgicos do ceratocone: crosslinking e anel intra-estromal

Os pacientes que optam por consultar na clínica do Dr. Marcelo Vilar encontram o melhor em diagnóstico, cuidado e tratamento. Os principais avanços da medicina oftalmológica são utilizados como alternativa de cura ou melhora do problema de visão do paciente. No caso do ceratocone, duas oportunidades surgem como possibilidade de tratamento: o Crosslinking e o Anel Intra-estromal. Veja a seguir quais as características de cada um.

Crosslinking

Crosslinking é um tratamento cirúrgico que foi desenvolvido para aumentar a resistência da córnea e a estabilidade dos casos de ceratocone. O procedimento consiste na raspagem da superfície da córnea, aplicação de um colírio à base de vitamina B2 e a utilização de um feixe de luz ultravioleta. Este tratamento fortalece as moléculas de colágeno da córnea para evitar que continue abaulando.

Anel intra-estromal

Também conhecido como Anel de Ferrara, a colocação dos anéis de acrílico promove um remodelamento da córnea, regularizando sua curvatura e melhorando a visão do paciente nos casos de ceratocone. Na Clínica Oftalmológica em Curitiba Dr. Marcelo Vilar, o procedimento é realizado a laser e com o auxilio do FEMTOSECONDLASER, onde uma pequena incisão é feita na periferia da córnea e dois arcos de polimetil-metacrilato são introduzidos no túnel realizado pelo laser. Quando os segmentos intra-estromais são introduzidos, há uma alteração de curvatura da córnea para um formato mais circular. Veja:

Como decidir o melhor tratamento para o ceratocone?

A decisão da melhor opção de procedimento para seu caso deve sempre ser avaliada em conjunto com seu médico oftalmologista. Converse com o médico Dr. Marcelo Vilar sobre suas dúvidas e possibilidades antes de tomar qualquer decisão. Ao entender a gravidade do caso, é possível optar com mais segurança para um tratamento que realmente funcione e seja efetivo ao seu caso de saúde ocular.

Cuidar da sua saúde dos olhos é fundamental para preservar sua visão com qualidade e sem incômodos. Marque sua consulta com o Dr. Marcelo Vilar e faça a avaliação do seu caso:

Telefone (41) 3301-4225.

Facebook: https://www.facebook.com/drmarcelovilar/