web analytics
19/06/2019
Medicina
Dr. Marcelo Vilar

Presbiopia: um problema da terceira idade

Com os passar dos anos, nosso corpo começa a mostrar sinais de cansaço e sente o peso da idade. Muitos são os órgãos passam por isso. Um grande fica nos olhos, onde a visão começa a deteriorar mais rapidamente. O que se via bem de perto, não se vê mais. O que se via bem de longe, é mais complicado de distinguir. Um dos tipos de perda de visão mais comuns está na Presbiopia. Essa exige maior atenção, cuidado e acompanhamento médico de qualidade para que se consiga driblar os efeitos da sua incidência. Afinal, a saúde dos olhos é importante para pessoas de diferentes idades e ainda mais para pessoas que passam pela terceira idade.

A Presbiopia é algo que precisa ser entendida e diagnosticada rapidamente. Para você entender alguns detalhes importantes sobre ela, selecionamos alguns tópicos interessantes sobre a Presbiopia. Assim, você já consegue consultar com o Dr. Marcelo Vilar com algum conhecimento introdutório, podendo já entender exatamente o seu caso de Presbiopia. Leia a seguir e saiba mais:

Causas, sintomas e tratamentos: conheça detalhes sobre a Presbiopia.

Em definição geral e clássica, a Presbiopia é o resultado de uma vista cansada. Ela acontece, via de regra, em pessoas a partir dos 40 anos. Sob a visão oftalmológica, ocorre uma ineficiência do sistema de acomodação da visão para perto, levada pela perda da elasticidade do cristalino, a lente natural do olho. Detalhe interessante fica por conta dos óculos: quem nunca precisou usar durante a vida, vai passar a utilizar para a leitura. E quem já utilizava passará a usar os multifocais.

Por mais que seja algo incômodo e complicado de lidar em um primeiro momento, a Presbiopia é um processo normal aos olhos com o passar dos anos e avanço da idade. A boa notícia é que isso pode ser corrigido com óculos, lentes de contato e até mesmo cirurgias.

Como tratar a Presbiopia? Saiba mais sobre as opções de correção.

A dúvida que acomete a todos os pacientes é como cuidar e tratar a Presbiopia nos primeiros sinais de incidência. Para essa pergunta, existem algumas respostas possíveis. E são elas:

  • Uso de óculos para perto ou multifocais, que corrigem a visão para perto e para longe.
  • Uso de lentes de contato multifocais ou monofocais, com monovisão.
  • Implante de lentes intraoculares multifocais (para pacientes que já apresentaram catarata), corrigindo ambos os olhos.
  • Correção da visão por laser, com monovisão.

Os principais tipos de cirurgias para correção da Presbiopia: entenda mais sobre cada um.

A Presbiopia é um problema de visão que também pode ser corrigido através de procedimentos cirúrgicos. Para isso, existem dois tipos principais: a monovisão e o implante de lentes intraoculares multifocais.

A monovisão é uma técnica utilizada pelos oftalmologistas que estuda e identifica qual dos olhos funciona melhor para longe e para perto, para melhorar a Presbiopia. O que se desempenha melhor para longe é chamado de dominante e este ficará localizado para longe, restando ao outro focar para perto. Com isso, o cérebro do paciente fará a melhor escolha para os olhos enxergarem o que se encontra a frente.

Já a cirurgia com lente intra-ocular multifocal é uma segunda alternativa para tratar a Presbiopia. Quando o oftalmologista identificar que o cristalino está comprometido, será necessário fazer a substituição por uma lente intra-ocular multifocal. Importante salientar que pacientes que também apresentam miopia, hipermetropia e/ou astigmatismo e utilizam óculos para corrigir esses problemas podem encontrar solução definitiva nessa cirurgia, pois ela também irá corrigir esses defeitos refrativos. Outro detalhe são os óculos, que serão desnecessários após o procedimento e a eficiência do resultado cirúrgico. Ou seja, a cirurgia com lente intra-ocular multifocal é uma solução completa e interessante aos pacientes que também sofrem com a Presbiopia.

A Presbiopia é assunto sério e precisa ser entendida como tal pelos pacientes. Por isso, temos nossos canais direcionados a informar sobre esse tipo de problema de grande ocorrência. Caso você esteja passando pelo período de maior incidência da Presbiopia e já sentindo os primeiros sinais, não perca tempo: consulte logo com um especialista. O Dr. Marcelo Vilar é um oftalmologista qualificado na Presbiopia e com grande referência na cidade de Curitiba e no Estado do Paraná. Certamente, ele pode sugerir a melhor solução para o seu caso em específico, para garantir ainda mais qualidade para a sua vida.

Você ainda pode saber mais sobre a Presbiopia e os possíveis tratamentos a esse caso falando diretamente com o Dr. Marcelo Vilar. Agende uma consulta com um especialista completo na saúde da sua visão. Fale com a equipe do Dr. através dos seguintes contatos: (41) 3310-4225, (41) 3310-4202, (41) 3310-4277 ou fale com a nossa equipe pelo WhatsApp (41) 99616-9915. Você também pode visitar nossa sede em Curitiba, localizada no endereço Rua Coronel Dulcídio, 199, 5º Andar, bairro Batel.

Marque sua consulta com o
Dr. Marcelo Vilar

Tem dúvidas ou quer uma segunda opinião?
Cadastre-se e ligamos para você.



Depoimentos

  • Vera Maria Porto

    Agradeço a Deus e ao Dr. Marcelo Vilar todos os dias. Gratidão! Não enxergava direito desde os dois ou três anos de idade. Passados quase 40 anos Deus colocou Dr. Marcelo Vilar no meu caminho. Sai da cirurgia enxergando absolutamente tudo. Uma sensação indescritível. Deus o abençoes e toda família linda.

  • Davi Souza

    Extremamente solícito e tem prazer em deixar bem detalhado todos os porquês por trás das tomadas de decisão. Apresenta as opções e detalha bem os prós e contras.

  • Jaqueline Sampaio

    Médico empático e assertivo, grande especialista na sua área, consegue compartilhar seus conhecimentos com desenvoltura e simpatia. Faço acompanhamento com ele desde que me mudei para Curitiba há 12 anos e tenho plena confiança em seu profissionalismo.

  • Tatiane Malaguti

    Recomendo excelente profissional, atencioso, fiz minha cirurgia para correção e miopia a 6 anos e tenho acompanhamento contínuo

  • Marcelo Fuga Fialho

    Excelente profissional, competência técnica unida a empatia e atenção. Recomendo! Equipe de atendimento, também merece destaque, gentileza e comprometimento.

  • Kelly Regina

    Recebi indicação do Dr Marcelo, de duas amigas que operaram com ele e hoje estão livres dos óculos, realizei a cirurgia a 5 meses e estou super feliz com o resultados e o atendimento.
    Medico muito atencioso, me deixou super calma, pois tinha bastante medo, me passou toda confiança e segurança com sua experiência e atenção, tanto no pré operatório quanto no pós. Só tenho a agradecer por toda dedicação e carinho.

  • Jucelia

    O Dr Marcelo supriu todas as minhas expectativas, fui desenganada achando que não teria solução para enxergar melhor e ele me diagnosticou com muita paciência e tirou todas as minhas duvidas. Hoje enxergo 100% graças a esse excelente profissional.

  • Flávia

    Minha mãe estava com catarata, quase perdendo a visão até que recebemos a indicação para o Dr Marcelo e ela realizou a cirurgia que tanto sonhava. Excelente profissional, pontual, competente, tira todas as dúvidas e super atencioso para com a minha mãe, com certeza o melhor!! Obrigada Dr, hoje minha mãe está livre dos óculos e pode enxergar com qualidade!

  • Janaína Lima

    A 5 anos descobri q tenho Ceratocone, passei por vários médicos que nunca me disseram sobre a cirurgia de implante de Anel de Ferrara. Estava crente que não voltaria a ter uma boa visão. Foi quando recebi indicação do Dr. Marcelo, realizei a cirurgia de Anel com ele há 1 ano e tive mais da metade da minha qualidade visual recuperada. Só tenho a agradecer. Cirurgia sem dor, durou 20 minutos e sai sem tampão ,vendo embaçado mais muito bem. Em 2 dias já estava na minha rotina diária. Muito feliz com o resultado e o carinho prestado por esse médico e toda sua equipe.

Fale com o Dr. Marcelo

Comece uma conversa

Clique para começar uma conversa no WhatsApp

A nossa equipe responde rapidamente de segunda a sexta-feira, das 8h as 19h.