Nem todo mundo que usa óculos gosta, e isso é um fato. Muitos pacientes nos procuram no consultório do Dr. Marcelo Vilar em busca de soluções para não precisar mais depender nem de óculos e nem de lentes de contato.

Diversas pessoas ao receberem a notícia de que precisarão utilizar óculos não ficam confortáveis, e logo nos questionam sobre outras soluções. Uma opção para solucionar esses diversos casos de descontentamento em relação ao uso dos óculos é a cirurgia refrativa.

Casos em que a cirurgia refrativa pode ser a solução

O procedimento de cirurgia refrativa é utilizado em casos onde o problema de visão é causado por erros de refração, ou seja, casos onde os feixes de luz captados pelos olhos são desviados e não chegam a focados na retina.

No caso da miopia o foco da visão ocorre antes da retina, o que causa a dificuldade de enxergar objetos distantes. Já na hipermetropia, o que ocorre é o oposto, o foco acontece depois da retina, resultando em dificuldade de enxergar objetos próximos.

Em casos de astigmatismo o que ocorre é a combinação entre os dois primeiros, ou seja, a pessoa possui dificuldade em focalizar tanto objetos próximos quanto distantes, resultando em uma visão borrada durante todo o tempo. A presbiopia ou vista cansada, ocorre com a idade e é a perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos.

Ao apresentar qualquer um desses tipos de erros refrativos, é possível que o paciente realize a cirurgia para corrigir e deixar de necessitar de óculos ou lentes de contato para enxergar. Afinal, existe uma série de situações em que os utilizar não se torna confortável, não é?

Enumeramos algumas situações que podem ser evitadas com a realização da cirurgia refrativa. Confira:

1 – Óculos embaçado ao beber algo quente: quem utiliza óculos, com certeza já passou por essa situação e já conhece bem a sensação de cegueira momentânea quando tudo fica cinzento devido ao vapor do café, chá, ou qualquer outra bebida quente que se está tomando (ou até mesmo do próprio suor).

2 – Pingos de chuva nos óculos: ao utilizar óculos, uma das partes mais complexas é quando se esquece o guarda chuva e começa a chover. Isto porque a visibilidade obtida quando os óculos estão cheios de gotas de água diminui muito e fica mais difícil de se guiar no caminho ou até mesmo fugir da chuva com um pouco mais de velocidade.

3 – Natação na praia ou na piscina: mesmo os momentos de lazer como nadar com parentes, amigos, ou até sozinho se torna complexo quando o grau de erro refrativo é significativo. O que acontece é que sem os óculos se torna muito mais difícil de enxergar para onde se está nadando, e muitas vezes nadar de lentes também se torna perigoso pela possibilidade de perde-las na água.

10 situações chatas que podem ser evitadas com a cirurgia refrativa | Dr. Marcelo Vilar

4 – Deitando de óculos: assistir filmes, séries ou simplesmente deitar de óculos se torna um pouco mais difícil. Ao encostar a cabeça, os óculos desencaixam no rosto, dificultando a visão.

5 – Óculos de grau + óculos de sol: para quem usa óculos, até quando faz sol pode causar uma situação a se pensar. A adaptação dos óculos se torna necessária. Ou com óculos de sol que tenham grau, ou com uma lente transicional que escurece ao ser atingida pela luz do sol. Nas duas situações, é preciso pensar sobre isso antes de fazer a compra dos óculos.

6 – Filme 3D: uma das maiores reclamações de quem utiliza óculos é no momento de ver um filme 3D. Ao acumular os dois óculos – de grau e 3D – para ter a visão perfeita da produção cinematográfica pode ser que haja um certo incômodo ou que isso gere algum estresse, já que além da visão não ficar 100% como deveria, a chance dos óculos ficarem escorregando são grandes.

7 – Conhecidos na rua: quem tem miopia não precisa nem ler este tópico, porque com certeza já sabe do que se trata. Ao ter dificuldades de enxergar de longe, muitas vezes fica difícil reconhecer as pessoas na rua, o que pode acabar dando a fama de “mal-educado” para aqueles que não cumprimentam seus conhecidos, mas na verdade é por não enxergar.

10 situações chatas que podem ser evitadas com a cirurgia refrativa | Dr. Marcelo Vilar

8 – Dormir de lente: apesar de não ser recomendado e até representar risco para a saúde dos olhos, muitas pessoas dormem de lente ou por adormecer sem querer ou então por deliberadamente escolherem dormir com elas. Ao acordar, os olhos ficam avermelhados e irritados e sem contar o risco das lentes se moverem dentro do olho!

9 – Não conseguir ler rótulos no banho: ao tomar banho sem óculos, muitas pessoas sentem dificuldade até mesmo em ler rótulos de frascos, ficando sem saber qual é o shampoo e qual é o condicionador. Com a cirurgia refrativa isso não ocorre, pois, a visão é normalizada sem necessitar do uso de óculos nesses momentos.

10 – Óculos que escorregam: ter que arrumar os óculos a todo momento por escorregarem do nariz não é algo incomum, inclusive, muitas pessoas reclamam da mesma coisa. Talvez a pior parte seja ao arrumar os óculos quando sem querer o dedo encosta na lente e embaça a lente.

Colocamos apenas 10 fatos, mas a verdade é que muitas pessoas poderiam citar muito mais do que isso. Afinal depender de itens externos ao seu corpo para enxergar com qualidade é algo que pode causar muito incômodo.

Todas essas situações podem ser evitadas com a cirurgia refrativa. Para isso, é necessário consultar com um médico especialista como o Dr. Marcelo Vilar, avaliar seu caso e entender a possibilidade de realizar o procedimento para abandonar os óculos e as lentes de vez.

Ao realizar a cirurgia refrativa, erros de refração como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia podem ser corrigidos e reinstaurar a sua visão. Quer saber mais sobre o procedimento e entender se é a solução para você?

Fale conosco e agende sua consulta pelos telefones (41) 3310-4225, (41) 3310-4202 e (41) 3310-4277 ou pelo WhatsApp (41) 99616-9915. É de Curitiba? Nos visite na Rua Coronel Dulcídio, 199 – 5º Andar, no bairro Batel!