30 de outubro de 2013

Catarata – Sintomas, Tratamento e Prescrição Médica – Dr. Marcelo Vilar

A Catarata é caracterizada pela opacificação do cristalino. Com esta alteração, que freqüentemente é progressiva, a imagem passa a chegar na retina com menor nitidez.

A doença pode ser congênita, senil ou secundária. Na Catarata congênita, a criança nasce ou desenvolve a opacificação nos primeiros meses de vidas. Geralmente são causadas por doenças adquiridas pela mãe durante a gravidez com rubéola, toxoplasmose e outras.

A Catarata senil é a mais frequente e geralmente aparece acima dos 50 anos, como parte do processo de envelhecimento natural do corpo.

As secundárias ocorrem por alterações metabólicas do cristalino, opacificando-o. As causas mais comuns deste grupo são diabetes, uveítes, traumas, excesso de radiação (UV ou outras), abuso de colírios com corticóides e choque elétrico entre outras causas mais raras.

Na cirurgia da catarata, o cristalino opacificado é “emulsificado” e implanta-se uma lente intra-ocular para substituí-lo.

Sintomas da catarata

A Catarata surge a partir da opacificação do cristalino, que é uma lente intra-ocular disposta em camadas.

Os sintomas são variáveis , porem  os mais comuns ,  inician-se as com queixas de que a visão vai diminuindo progressivamente e os objetos podem aparecer amarelados e/ou nebulosos e/ou ter seu formato deformado, parecendo que os óculos estivessem sempre sujos ou embaçados.

Muitas pessoas acham que necessitam de mais luz para ver claramente ,  as cores estão menos vivas e enxergam halos de luz em ambientes escuros.

Exames:

Topografia computadorizada de cornea:

A Topografia Computadorizada da Córnea analisa a curvatura da córnea em toda a sua extensão desde o seu centro até a sua periferia e avalia as alterações de sua superfície como a regularidade e a simetria, permitindo identificar astigmatismos e outras irregularidades na cornea.

Biometria:

A Biometria é o exame capaz de medir o comprimento axial do globo ocular e de suas estruturas (câmara anterior, cristalino, cavidade vítrea), utilizando uma sonda com ondas de ultrassom.
Biometria é o principal exame oftalmológico para calcular o grau da lente intra-ocular implantada na cirurgia de catarata.

Microscopia Especular da Córnea:

O exame de Microscopia Especular da Córnea  é um exame de visão que permite realizar a contagem do número de células endoteliais da córnea e analisar o aspecto das mesmas, identificando qualquer degeneração ou atrofia do tecido

Cirurgia de Catarata

Cirurgia de Catarata (Faco-emulsificação com implante de lente intra-ocular) é a cirurgia dos olhos que retira a catarata (lente natural opacificada), através da técnica de faco-emulsificação, e implanta uma lente intra-ocular no lugar da mesma.

A catarata, em vez de ser retirada por inteiro, é toda fragmentada (emulsificada) em minúsculos pedaços através de um instrumento introduzido no olho, semelhante a uma caneta, com uma ponta bem fina e delicada. Essa ponta emite ondas de ultrassom e faz, simultaneamente, a emulsificação e a retirada por meio de sucção dos fragmentos.

Após a retirada de toda a catarata, é implantada uma lente intra-ocular, que pode ser dobrável (flexível) ou não dobrável (rígida).

Lente intra-ocular:

Atualmente contamos com diversas opções de lentes intra-oculares. Cabe ao paciente, juntamente com o cirurgião, escolher o melhor tipo de lente para o seu caso.

Caracteristicas das lentes intra-oculares:

Basicamente as lentes intra-oculares se dividem em dois grupos:

Lentes Não Dobráveis (Não Flexiveis).

Por suas características de rigidez, a abertura realizada nos olhos, para o implante da  lente  precisa  ser de 6,0 -7,0 mm. Para fechar esta abertura são necessários 4 ou 5 pontos. Os pontos podem gerar um maior desconforto (sensação de areia) e uma baixa da visão nas primeiras semanas após a cirurgia, em decorrência do astigmatismo induzido (irregularidade da córnea), sendo que a probabilidade do uso de óculos após a cirurgia com lentes rígidas é maior do que com lentes dobráveis. Vale a pena ressaltar que quanto maior a abertura realizada no olho, maior o risco de infecções e mais demorado o tempo de recuperação pós-operatório.

* Lentes Dobráveis (Flexiveis) – Incisão feita para colocação da Lente Dobrável

Tais lentes são fabricadas com uma material de acrílico flexível  e são dobradas e colocadas no olho por meio de um injetor, através  de uma pequena incisão na cornea, em geral de 1,7 a 2,2 mm. Dentro do olho, estas lentes se desdobram naturalmente. Na maioria dos casos, não são necessários pontos ao término da cirurgia, tornando o pós-operatório mais rápido e  confortável. Dentro do grupo de lentes flexíveis, temos também a opção de corrigir erros refrativos (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia), juntamente na cirurgia de catarata.

LENTES INTRA-OCULARES E FILTRO ULTRA-VIOLETA (UV)

Existem varios tipos de  lentes intra-oculares, mas recentemente tem-se estudado a relação dos raios de luz de comprimento de onda azul e sua relação com a Degeneração Macular Senil (DMRI). Sendo assim, foi lançada uma nova lente infra-ocular de acrílico dobrável amarela que tem as seguintes características:

A coloração amarela lembra a proteção natural fornecida pelo cristalino humano amadurecido fornecendo uma proteção adicional, tanto contra os raios UV invisíveis quanto aos raios azuis visíveis. Acredita-se que esta proteção adicional possa ajudar a prevenir a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), uma condição que deteriora a Visão Central.

Saiba distinguir os diferentes tipos de lentes dobráveis

Lentes Monofocais Simples

As lentes monofocais simples( SEM FILTRO ULTRA-VIOLETA (UV) são implantadas por uma abertura de 2,2 mm. Proporcionam boa qualidade visual, porém os pacientes geralmente necessitam usar óculos para as atividades de perto, por exemplo, para leitura e/ou bordados. Ocasionalmente também, são necessários óculos para longe após a cirurgia.

As lentes monofocais asféricas (APRESENTAM FILTRO  UV) é utilizada para o implanted a lente uma microincisão de 2,0 a 2,2 mm . Existe a necessidade de óculos após a cirurgia  para perto, porem a qualidade visual longe é superior as asféricas simples, principalmente para visão noturna.

Lentes Monofocais Tóricas

As lentes monofocais tóricas são lentes dobráveis asféricas, indicadas para pacientes que apresentam astigmatismo, pois têm a capacidade de corrigi-lo.   APRESENTAM FILTRO UV

Lentes Asféricas Multifocais

As lentes multifocais asféricas são mais modernas e permitem boa visão para longe e  perto sem o uso de óculos. APRESENTAM FILTRO UV. Os pacientes com lentes multifocais podem dirigir, assistir à TV, ler jornais e praticar esportes sem óculos. Vale resaltar que durante algumas semanas, alguns pacientes apresentam-se  queixar de halos e glare, alem de pequena dificuldade para focar em algumas situações, mas que melhora conforme evolui a cicatrização. Aproximadamente 95% dos pacientes deixam de usar óculos após a cirurgia.

APÓS A CIRURGIA

Imediatamente ao procedimento, é servido um lanche leve e os pacientes e acompanhantes receberão todas as orientações de enfermeiras especialmente treinadas e vão para casa, em geral sem a necessidade de curativo oclusivo.

Usarão alguns colírios por um período médio de 1 mês, conforme orientação médica. Os retornos serao todos orientados no momento da alta,  conforme a necessidade.

SUCESSO na cirurgia de catarata

A cirurgia de catarata tem alto índice de sucesso . A  evolução tecnológica proporcionada pelas lentes intra-oculares, pelos aparelhos de facoemulsificação e atualmente pelos LASER DE FEMTOSECOND, nos trouxeram grande segurança e previsibilidade  para a cirurgia, porem algumas observações são fundamentais para garantir este resultado :

* Consulta especializada e exames complementares

* Avaliação pré-operatória  minuciosa

* Boa relação entre médico e paciente

* Não ter qualquer dúvida quanto as  instruções do pré e pós-operatório

* Qualidade da lente intra-ocular a ser implantada e resultado que ela proporciona

* Local : centro cirurgico especializado com as mais modernas tecnologias.

* Seguir todas as orientações dada pelo medico e equipe.

* Habilidade e experiência do cirurgião

Dicas importantes para o seu pré e RECOMENDAÇÕES PARA A CIRURGIA DE CATARATA

Catarata

CUIDADOS Pré-operatórios

* Trazer todos os exames  e guias solicitados ( quando convênios),

* Não usar nenhuma maquiagem ou creme no rosto no dia da cirurgia.

*Tomar banho e lavar bem a cabeça e o rosto.

* Chegue apenas na hora agendada, não precisa chegar antes

* É importante estar acompanhado a um adulto ao vir e ao deixar o hospital.

* Não trazer objetos de valor em casa (relógios, brincos, colares).

* Última refeição 6 horas antes da cirurgia.

* Se estiver tomando algum remédio, mantê-los conforme recomendação na consulta .

* Avisar  a equipe e medico caso  estiver com algum problema clínico ( p. ex., tosse, febre )

CUIDADOS Pós-operatórios

  • * Lembre-se a anestesia é colirios: não precisa de curativo oclusivo.
  • * Iniciar os colirios, assim que chegar  em casa ou  conforme orientação médica.
  • * No primeiro dia após a cirurgia, repouso, evite apertar os olhos
  • * Evitar movimentos bruscos com a cabeça.
  • * Usar os medicamentos receitados na dose e hora correta. Não alterar, nem parar sem a ordem do médico.
  • * Lavar as mãos antes de pingar os colírios.
  • * Evitar ambientes com poeira, animais ou agentes que podem provocar prurido nos olhos.
  • * Na claridade, use óculos de sol, eles ajudam no sol e protegem de possíveis traumas .
  • * Não esfregar qualquer tipo de material no olho, usar somente lenços descartáveis.
  • * Em caso de dor e olho vermelho  ou qualquer outro tipo de sintoma, comunicar-se com o médico.